Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Um salto de tecnologia

São Paulo terá o mais avançado Centro de Pesquisa em Engenharia em Inteligência Artificial do Brasil

Parece que nós estamos em um filme futurista, mas a inteligência artificial (IA) já está tão presente em nossas vidas, em várias situações, que nem sequer percebemos isso, a exemplo dos canais de atendimento bancário e das operadoras de telefonia. A estimativa é de que no país cerca de 8 mil robôs estejam interagindo com nós consumidores, e a novidade é que a USP acaba de ser eleita para sediar o mais avançado Centro de Pesquisa em Engenharia em Inteligência Artificial do Brasil.

Trata-se da maior parceria no país entre uma empresa de TI, a IBM, e o setor acadêmico, a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). O objetivo é reunir o conhecimento de cientistas, professores e estudantes para a realização de pesquisa e projetos conjuntos, que serão aplicados em diversos segmentos, como por exemplo, em recursos naturais, agronegócio, meio ambiente, finanças e saúde.

E este intercâmbio de conhecimento não se limita ao Brasil. De largada, o Centro de IA será o primeiro da América Latina a fazer parte do IBM AI Horizons Network (AIHN), criado para promover a integração e colaboração entre as principais universidades do mundo, estudantes e pesquisadores da IBM. O foco é acelerar a aplicação de inteligência artificial.

O que abrange assistência médica, processamento e reconhecimento de imagem, aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural e tecnologias relacionadas. O Centro de IA fará parte do Centro de Inovação InovaUSP e até o final deste ano, será definido o cronograma de construção do espaço e detalhes do projeto. Sem dúvida, um grande passo para o nosso país estar alinhado com o que há de mais inovador na aplicação da IA no mundo.

O que você achou desta notícia? Compartilhe:

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.