Tanto cá como lá

Você olha o Brasil e sente o desânimo tomar conta de você. Notícia boa é rara, notícia quase boa é rara, notícia ruim é menos rara, mas o que pulula mesmo são as péssimas notícias. Parece que montaram um concurso em âmbito nacional no qual ganha quem tiver a pior…

Continuar lendo

A liga duma amizade antiga

A manhã nasceu fria e chuvosa, o sítio da Candinha, em Guarulhos, perto donde hoje é o aeroporto, em 1971, apesar de ficar quase colado na capital, era a reencarnação do fim do mundo. Molhados, com o corpo doendo, depois de dormir numa barraca para dois, atravessada pela enxurrada que…

Continuar lendo

Os ipês estão chegando

Os ipês estão chegando. Começam a florir nas mais variadas áreas da cidade. Marginal Pinheiros, cemitérios, ruas, praças e avenidas espalhadas por todas as zonas. Os ipês são árvores deslumbrantes. Na Mata Atlântica ainda é possível ver árvores com circunferência enorme, que precisam quatro ou mais pessoas de braços abertos…

Continuar lendo

As coisas estão caras

Quem acha que as coisas não estão caras faz tempo que não vai a um supermercado. Ou não janta num restaurante gostoso ou toma um sorvete no posto de gasolina. As coisas estão muito caras e seguem subindo, na cola da subida do preço do petróleo que garante à Petrobrás,…

Continuar lendo

Os prazeres proibidos

Existem entre as atividades humanas algumas que devem apenas dar prazer. Sem entrar no longo capítulo das atividades naturais que proporcionam no mínimo um extraordinário bem estar, toda uma fila de ações e reações foi desenvolvida para fazer mais gostosa a vida do homem. Entre elas existem as que provocam…

Continuar lendo

De bicicleta pela cidade

São Saulo, nos fins de semana, se torna a pista ideal para andar de bicicleta. Muito embora suas ruas não tenham sido projetadas para isto, já que a bicicleta, apesar de antiga na história do homem, só entrou na moda por aqui há poucos anos, os carros que circulam permitem…

Continuar lendo

Gente que faz

São Paulo é uma cidade dura, que segue em frente levando no lombo vitoriosos e derrotados com a mesma indiferença com que há 470 anos se espalha pelo planalto, largando para trás, abandonados ou em ruínas, bairros que nos seus dias foram os melhores da cidade. São Paulo não para,…

Continuar lendo

Só os radares melhoram

É curioso, mas a CET continua se ultrapassando e fica fácil de perceber, até quando ela tenta ser discreta. É só olhar os radares instalados recentemente para se ter certeza que a companhia inteira pode estar tendo problemas, mas o funcionamento dos radares segue impecável, perfeito, minimamente cronometrado para te…

Continuar lendo

Chuvas depois da hora

O limite para as chuvas de verão que sempre caíram no sul e no sudeste era fins de março. As águas de março eram as últimas a despencarem do céu e, quem sabe por isso, quando vinham, vinham com força total, destruindo e matando em todos os cantos. Foi assim…

Continuar lendo

Pra não se decepcionar

Se você não quer se magoar ou se decepcionar, não ajude alguém esperando gratidão. Faça se você quiser, não porque o outro vai ficar agradecido, mas porque você quer fazer. Invariavelmente, quem vai lhe jogar lama, pasme! é justamente quem você ajudou, esperando gratidão ou contrapartida. Faça o que você…

Continuar lendo