Entre Franciscos

Bom é sair de casa e ter uma noite especial, porque a companhia é especial, porque o programa é especial, porque a vida é especial. E e ela pode ser boa e bonita, como contraponto para o feio que entristece o mundo. Meu amigo Gabriel Chalita é uma pessoa de…

Continuar lendo

Tiradentes e o descobrimento

[Crônica de 21 de abril de 2003] Hoje é o dia de Tiradentes. Comemoramos a Inconfidência Mineira, o grito de liberdade, abortado nas serras de Minas de Gerais, no final do século 18. É uma data importante porque nela o mito serve de parâmetro para o certo e o errado,…

Continuar lendo

O abandono e a decadência do cemitério

O Cemitério da Consolação é o primeiro cemitério da cidade. Com participação direta da Marquesa de Santos, que doou o terreno, o local foi aberto no século 19 e até hoje recebe e dá paz aos seus mortos. Entre os túmulos existem verdadeira obras de arte. Esculturas de alguns dos…

Continuar lendo

Se funcionasse seria melhor ainda

Entre todas as invenções da humanidade, se perguntar para um jovem qual a mais importante, ele vai provavelmente escolher uma destas três alternativas:  o Celular, o funk ou a roupa da moda. Que roda ou fogo ou meio fogo! Bom nesta vida é celular, roupa da moda e funk! O…

Continuar lendo

Comer bem

[Crônica de 17 de outubro de 2000] São Paulo é uma das cidades onde melhor se come no mundo. Tem gente que gosta de Nova York, tem gente que prefere Paris, tem gente que elogia Roma ou Florença e estão todos certos, todas são ótimas, lindas e nelas se come…

Continuar lendo

O largo da matriz paulistano

[Crônica de 2 de março de 2004] As cidades do interior têm no largo da matriz seu coração. É neles que as coisas acontecem, que vida gira, como nos footings dos domingos dos anos 60. Homem andava para um lado e mulher para o outro. O namoro acontecia na hora…

Continuar lendo

Um hino a beleza

[Crônica de 13 de janeiro de 2000] Vera Fisher é um monumento, uma homenagem à beleza e a todas as possibilidades do belo. É a prova viva da capacidade divina de criar a perfeição, e, ao mesmo tempo, o agradecimento humano pelo belo ser parte de nossas vidas. Nenhum a…

Continuar lendo

A festa da cidade

[Crônica de 19 de dezembro de 2007] Este ano o Natal está uma festa. Eu sei que todos os anos o Natal é uma festa, mas este ano São Paulo caprichou mais. Tanto que andar de carro pela Paulista é impossível. O trânsito que normalmente anda mal este ano está…

Continuar lendo

Vale a pena ver

[Crônica de 30 de julho de 2001] Quem não foi, precisa ir. O espetáculo é maravilhoso e merece ser visto. Além da viagem em si, a montagem é uma viagem fantástica pra dentro da gente, de nossas origens, tão boas e tão belas quanto as melhores do mundo. Os Lusíadas…

Continuar lendo

Músicos brasileiros barrocos

Uma das maravilhas de ser amigo do maestro Júlio Medaglia é a oportunidade de ouvir histórias fantásticas, envolvendo o mundo da música e o seu entorno. Começando pela história dele próprio, nome fundamental na música brasileira atual, tanto clássica como popular. Júlio Medaglia foi o arranjador de boa parte das…

Continuar lendo