Uma notícia boa

[Crônica do dia 13 de julho de 1998] No longo caminho da Crônica da Cidade, em mais de cinco anos e meio no ar, as notícias e os temas têm variado de tom, indo do alegre ao triste e do cômico ao trágico, no ritmo da vida. Ás vezes, por…

Continuar lendo

As aparências enganam

[Crônica do dia 8 de abril de 1997] Eu já contei aqui na crônica como depois de um longo e tenebroso inverno, durante o qual meu cabelo foi picado e repicado de todos os jeitos possíveis, indo de um lado para o outro, inclusive contra a sua natureza, eu acabei…

Continuar lendo

O presente é o sonho

Agosto é o mês do Dia dos Pais. Sua criação é uma grande sacada comercial que aquece as vendas em geral, mas é também um momento gostoso, em que os pais se sentem recompensados com as provas de carinho dos filhos. Além disso, agosto é o mês de aniversário de…

Continuar lendo

Lua cheia

Faz tempo, nós descíamos da sede da fazenda para o terreiro, nos deitávamos em cima de edredons velhos e ficávamos ouvindo música e olhando o céu, especialmente nas noites de lua cheia. Também acontecia dela surgir na volta das cavalgadas até o morro da Cabaninha, onde íamos ver o por…

Continuar lendo

A primeira névoa

A primeira névoa recobriu a manhã da cidade, encantando o dia que nasceu estranho, como que arrancado de um filme de ficção científica, onde um sol sem vida, ou agonizante, iluminava um planeta de sonho. São Paulo amanheceu escondida atrás da cortina branca que deformava sua silhueta, enganando os motoristas…

Continuar lendo

O barco de João

João tem um barco. Não, não é um iate, mas é um barco bom, com casco marinheiro para enfrentar o mar aberto das costas brasileiras. O barco de João tem duas cabines e o sofá da sala vira cama. Então, sem esforço, cinco pessoas dormem nele e, com boa vontade,…

Continuar lendo

Namorados

Teus olhos, mesmo quando estão bravos, têm um brilho próximo, que fala das venturas da terra e da possibilidade de se ser feliz. Tuas mãos, eternamente amigas, tuas mãos, se abrem, mesmo na noite mais escura, no momento mais difícil, quentes e carinhosas, como o sol numa tarde de primavera….

Continuar lendo

James Webb

E a humanidade ganhou novos olhos, muito mais potentes, capazes de desvendar o passado. O telescópio James Webb enviou as primeiras fotos feitas de sua órbita a mais de um milhão de quilômetros de distância da Terra. E o que veio é fascinante! De repente a história das galáxias ganha…

Continuar lendo

Alguns dias de inverno

Alguns dias de inverno atingem quase que a perfeição. Começam com manhãs deslumbrantes, onde o azul do céu, mesmo numa cidade como São Paulo, onde a poluição não cai porque jeová implica com os técnicos da Cetesb, e boicota os resultados do rodízio, atinge um grau de profundidade impressionante, que…

Continuar lendo

Os ipês do cemitério São Paulo

Bem-aventurados os mortos enterrados no Cemitério São Paulo, é deles a florada de ipês mais bonita da cidade. São Paulo tem uma das mais belas coleções de ipês urbanos do mundo. Temos ipês deslumbrantes florindo ao longo destes meses com a sem cerimônia de quem sabe que é único e…

Continuar lendo