Franita

A Rua João Cachoeira me traz recordações da minha juventude, uma época em que o Itaim-Bibi era completamente diferente de hoje, a começar pela fábrica de chocolates Kopenhagen, que funcionava no bairro. Entre as lembranças daquela época, duas vieram à tona faz poucos dias, quando fiquei parado no congestionamento de…

Continuar lendo

Tem muita gente que faz

São Paulo é uma cidade dura, que não perdoa o fracasso, mas que, em contrapartida oferece chances únicas para alguém se sentir útil. Fria, cinza, cor das pedras que originariamente cobriam parte do seu solo, a cidade parece, às vezes, se divertir com o errado e o mal feito. Mas…

Continuar lendo

34ª Bienal Internacional de São Paulo

Nesta edição, mais de 1.100 trabalhos de 91 artistas e 14 instalações temáticas são as principais atrações Com o tema “Faz escuro mas eu canto”, um verso do poeta amazonense Thiago de Mello, escrito em 1965, até o dia 5 de dezembro, o Pavilhão da Bienal no Parque Ibirapuera é…

Continuar lendo

Ficando complicado

São Paulo está ficando complicada, ou melhor, perigosa. O número de assaltos tem crescido significativamente, assustando a população e deixando os índices bem ruins. Tem quem diga que na base da onda está o Pix, a nova forma de pagamento que virou moda na cidade e no país e que…

Continuar lendo

Os Jacarandás Mimosos

Não tem dúvida, os ipês são lindos. Todos os ipês são lindos, se bem que os brancos sejam mais lindos que os outros. Também não tem dúvida, as quaresmeiras são lindas e são uma festa quando se enchem de flores no fim do verão de São Paulo. E as espatódias…

Continuar lendo

Irritação

Não tem jeito, as pessoas estão, em sua maioria, irritadas. Depois de um ano e meio de pandemia, alguns mais isolados do que os outros, alguns mais cuidadosos do que os outros, o fato indiscutível é que as pessoas estão com o pavio curto, sem paciência, sem vontade de ouvir,…

Continuar lendo

A nova farda da CET

Tenho visto alguns marronzinhos usando novos uniformes, com outras cores, possivelmente, na visão dos estilistas da companhia, mais dinâmicas, assertivas e aderentes aos uniformes dos super-heróis das histórias em quadrinhos, transformadas em filmes de ação. Não é mais aquele marrom doente do fígado, cortado por barras amarelas, que deveriam parecer…

Continuar lendo

Parece que a pandemia acabou

São Paulo voltou ao que era. Não tem mais pandemia, não tem coronavírus, nem Covid19. Ou não deveria ter. Acontece que tem e os números não são bons. Ou melhor, voltam a piorar. O Brasil tem mais de seiscentos mortos por dia e o Ministério da Saúde, em mais uma…

Continuar lendo

Eram paus e estão mortos

Araçá, Cambuci, Ibirapuera, Pinheiros, todos nomes designando algum tipo de pau, comum em São Paulo, quando a cidade ainda não era a metrópole antropófaga dos dias de hoje. Por incrível que pareça, esta cidade já foi pacata e pequena, tendo por volta de 1870 menos de 50 mil habitantes e…

Continuar lendo

Um ato importante

No dia 14 de setembro aconteceu em São Paulo uma cerimônia importante. A família Roberto Duailibi doou seu acervo sobre a imigração árabe e a histórias dos libaneses no Brasil. A partir de agora, as mais de mil e quinhentas peças dessa coleção são parte do acervo da Câmara Árabe….

Continuar lendo