Tá na internet

  Você viu? Fulano é um ladrão. Ainda bem que o novo não é… Só para entender, quem te disse que fulano é um ladrão? De onde é você tirou essa informação? Ele é um profissional com uma carreira sólida no Brasil e no exterior, é muito mais conhecido nos…

Continuar lendo

A hora é a hora

Tem gente que acredita que Deus ajuda quem cedo madruga. Outros dizem que quem cedo madruga passa o dia com sono. As duas posições podem ser verdadeiras, por isso mesmo não são absolutas. Já tratei do tema e volto a insistir: quem cedo madruga só acorda cedo. Mais ou menos,…

Continuar lendo

Uns gostam de nhoque, outros de Caraguatatuba

Tem gente que gosta de nhoque, tem gente que gosta de Caraguatatuba. Tem também os que gostam de nhoque e Caraguatatuba e os que não gostam. É assim porque é assim. Cada um é cada um, não adianta querer mudar porque não muda e o mundo segue em frente com…

Continuar lendo

Mudanças que poderemos vivenciar

Na forma de trabalharmos, de consumirmos e até de vermos o mundo Muitos de nós temos questionado e refletido sobre como será o mundo em que vivemos após a pandemia. Uma das mudanças que deveremos ter, graças à tecnologia, é no mercado de trabalho. Muitas empresas que antes pensavam na…

Continuar lendo

Uma luta que ganhou força em São Paulo

Culminando o dia 1º de maio como o Dia do Trabalho no Brasil Em vários países do mundo, no dia 1º de maio é comemorado o Dia do Trabalho. Tudo começou em Chicago, em 1886, quando vários trabalhadores foram às ruas protestar contra as jornadas diárias que chegavam até 17…

Continuar lendo

Não há a menor chance de mudar logo

  Outro dia, no almoço com um bom amigo, coloquei para ele minha teoria sobre o Brasil não avançar e, toda vez que estamos na boca de um salto para alguma coisa melhor, alguém puxar o tapete e voltarmos para trás, jogando pela janela muito esforço, tempo e dedicação. Não…

Continuar lendo

Em meio à turbulência, uma boa notícia

A qualidade do ar de São Paulo está melhor, assim como a poluição sonora foi reduzida Em pouco mais de um mês de quarentena na cidade de São Paulo, as mudanças já são bastante notórias na qualidade do ar e no azul do céu. Claro que estamos em pleno Outono,…

Continuar lendo

O banqueiro anarquista

  Para se entender o Brasil, ou melhor, os brasileiros, eu recomendo um conto genial do poeta Fernando Pessoa. “O Banqueiro Anarquista” é uma obra prima da prosa portuguesa e descreve com enorme precisão uma corrente da inteligência nacional, representada pelos grandes empresários de “esquerda”. Até nisso somos surpreendentes. Nós…

Continuar lendo

Os rumos e as referências

A lua é uma referência. Um marco no céu. As nuvens não são. Não se prestam para isso. São rápidas demais, dinâmicas, instáveis e se desfazem com a sem cerimônia de quem não tem nada a perder. A lua é ponteiro de bússola. Norte que segue rumo e trajetória com…

Continuar lendo

As ruínas

São Paulo é cruel e fria. Cidade rica e relativamente antiga, cobra preços inacreditáveis para dar ao vitorioso a fama e o sucesso. E as pessoas pagam. Pagam porque não imaginam a vida como algo diverso da luta diária pelo pão de cada dia. Não imaginam que possa haver beleza…

Continuar lendo