A igreja da Santo Antônio

[Crônica de 18 de agosto de 1999] Perdia no centro da cidade, escondida pelos camelôs, lojas decadentes e até algumas árvores que insistem em tocar em frente no meio da praça do Patriarca, fica uma das igrejas mais antigas de São Paulo. A igreja de Santo Antonio, ainda no século…

Continuar lendo

Final de novela

[Crônica de 5 de setembro de 2004] A sensação que se tem é que durante seis meses boa parte da população brasileira fica esperando a última semana da novela. A semana que tem que resolver tudo até o último dia, e na qual tem que acontecer o que durante os…

Continuar lendo

Internet, a ferramenta que falha

[Crônica de 21 de outubro de 2003] A internet se transformou numa ferramenta indispensável para o século 21. Praticamente todo mundo se vale dela, seja para uma coisa, seja para outra, no trabalho, no lazer, nas compras e nas vendas. Ela se entranhou de tal forma em nossas vidas que…

Continuar lendo

O trem Pullman do metrô

Enquanto as linhas da CPTM invariavelmente dão problemas, enquanto as outras linhas do Metrô entram em greve, a Linha 4 segue na sua toada tranquila, na hora, com ar-condicionado funcionando e trens cheios, mas não lotados, o que faz suas viagens serem muito confortáveis. Numa cidade alucinada como São Paulo,…

Continuar lendo

Os hibiscos floridos

Tem gente que gosta dos hibiscos, tem gente que não gosta dos hibiscos, tem gente que nem sabe o que são os hibiscos. Gente que, andando pelas calçadas da USP, de repente fica espremida pelo renque de arbustos que avança da cerca, com suas folhas escuras e suas flores vermelhas….

Continuar lendo

As placas de trânsito

[Crônica de 19 de setembro de 2002] Quem passa pelas marginais deve ficar comovido: a CET está seriamente preocupada com os animais que moram na beira dos rios. E a melhor prova desta preocupação politicamente correta é o emprenho com que a sinalização informando que eles existem e cruzam as…

Continuar lendo

A hora da onça beber água

Todo mundo tem sua hora e sua vez. O problema é quando a hora é a mesma, e o lugar também, da onça beber água. Se você perguntar para uma capivara, para um cateto ou para um jacaré se o melhor lugar para se estar é do lado da onça…

Continuar lendo

O renascimento do Pinheiros

O Rio Pinheiros está renascendo, ressuscitando, mudando de patamar, entrando de novo no mundo dos vivos. Como eu sei disso? É simple: rio morto não tem vida e o Pinheiros faz tempo que vem atraindo bichos de todos os tipos para ocuparem suas margens, também ressuscitadas com a vegetação verde…

Continuar lendo

A Casa do Bandeirante de manhã cedo

[Crônica de 1 de fevereiro de 2001] A praça Monteiro Lobato é um lugar calmo, com árvores grandes e bonitas, perto da marginal Pinheiros. Sem ser muito grande, a praça ocupa um quarteirão do Butantã, olhando de frente a avenida ensandecida e o rio assassinado, que o projeto Pomar tenta…

Continuar lendo

As paineiras não querem ir embora

As paineiras não querem ir embora. Não querem abrir espaço para outras floradas, como se o mundo fosse delas e o direito divino de florir também. Pode mais quem chora menos e, com seus espinhos pontudos, as paineiras se julgam suficientemente armadas para enfrentar as guerras e guerrilhas que moverem…

Continuar lendo

O peso no bolso para quem come fora de casa

Somente em São Paulo, o aumento médio do preço foi de 27% nos últimos dois anos Quem frequenta restaurantes tem percebido aumento nos preços, tanto que uma pesquisa do Procon-SP mostrou que comer fora de casa na cidade de São Paulo ficou até 27% mais caro nos últimos dois anos….

Continuar lendo

Muro de vidro da USP será substituído por um corredor verde

Projeto está previsto para terminar em dezembro deste ano Desde que foi inaugurado em abril de 2018, o muro de vidro da USP foi motivo de muita polêmica e discussões. Em pouco tempo, alguns painéis foram quebrados não por vandalismo, mas sim pelas trepidações, pela Cidade Universitária estar localizada em…

Continuar lendo

Saúde mental

Um tema cada vez mais em voga e que afeta toda a sociedade. No Brasil alguns números são alarmantes De alguma forma, a pandemia afetou a todos. Muitos perderam familiares, amigos ou ficaram doentes, e o isolamento social aumentou o estresse de forma generalizada, tanto que segundo a Organização Mundial…

Continuar lendo

Cadastre seu e-mail e receba nosso resumo semanal