A peste

  Desde que o mundo é mundo a peste cobra seu preço em vidas humanas. Algumas vezes a pegada é mais forte, outras mais fracas, mas sempre, desde o primeiro dia depois da expulsão do Paraíso, de uma forma ou de outra, o ser humano foi vítima de uma doença,…

Continuar lendo

Gente do bem

Tem gente do bem, gente que não é do bem e gente do mal. A diferença é importante. Ser do bem é óbvio. Já não ser do bem não significa necessariamente ser do mal. Ser do mal é agir deliberadamente com intenção de causar dor, sofrimento e outros sentimentos ou…

Continuar lendo

Quem espera não alcança

Diz o ditado que em espera sempre alcança. Pode ser, no ditado. Na vida real o buraco é mais embaixo. Quem fica achando que vai dar, na média, se dá mal. Não dá. Não acontece. O esperado não chega, não se faz presente, não enche os corações de alegria. Pelo…

Continuar lendo

O silêncio que grita

O silêncio da cidade é cheio de sons. Contradição? Não há silêncio com som? Não é bem assim. O silêncio da cidade tem um ruído constante que não para durante as 24 horas do dia. Experimente gravar. Você ficará surpreso. O silêncio urbano, na metrópole alucinada, tem um gemido infernal,…

Continuar lendo

É fácil sonhar

Faz pouco tempo, eu tinha certeza que ganharia a megasena com duzentos milhões de reais acumulados. Não tinha erro. Era minha vez de ganhar e duzentos milhões são mais do que suficientes para eu não precisar fazer mais nada na vida, além de viver bem. Num gesto magnânimo, aceitava dividir…

Continuar lendo

Quem foi Wendell Wilkie

Quanto mais eu vivo, mais me convenço da sabedoria de meu pai. Quando ele perguntava quantas vezes por dia alguém se lembrava de Quéops, a ironia explicita na pergunta mostrava seu conhecimento do mundo e das vaidades e fraquezas humanas. Todos querem a glória eterna. Ser imortalizado, se possível com…

Continuar lendo

A cidade quase parando

As espatódias não têm muita noção e por isso se lançam de ponta cabeça nas empreitadas mais malucas. Para elas, ter ou não ter regras é praticamente indiferente, então se dão ao luxo de fazer coisas que outras árvores mais bem centradas pensariam duas vezes antes de fazer, até para…

Continuar lendo

Pânico não constrói nada

A boataria que se espalhou pelo Brasil, a favor e contra tudo e todos, tem como principal consequência a disseminação de notícias falsas, que são repetidas para milhões de pessoas através das redes sociais. O apavorante é que pessoas bem formadas e com acesso a boa informação estão entre as…

Continuar lendo

Monsenhor Alberto Pequeno

A Rua Monsenhor Alberto Pequeno fica no Pacaembu, bairro conhecido pela visão democrática e aberta a respeito dos homenageados por suas ruas. Não fosse assim, não haveria o encontro de um ex-prefeito de São Paulo, com um almirante da marinha brasileira e um ex-candidato a presidente dos Estados Unidos, em…

Continuar lendo

O outro lado da pandemia

O coronavírus chegou. É tocar em frente e enfrentar a pandemia com seriedade, profissionalismo e competência. O Brasil não precisa passar pelo que a Itália passou, temos tudo para mostrar que somos bons e que com nossas deficiências, falta de recursos, bravatas e demagogia temos como minimizar os efeitos de…

Continuar lendo