Chopp é chopp

Qual o melhor chopp que existe? Não sei. Mas a discussão me parece um pouco teórica, para não dizer teológica. Time de futebol é uma coisa que dói no coração, mas possibilita comparação. Religião, não. Ou você acredita, ou não. O Deus é aquele, com tudo de positivo e definitivo…

Continuar lendo

Arte

Dos Neandertais aos Cro-Magnons; dos egípcios aos babilônios; dos chineses aos gregos; dos etruscos aos romanos; dos celtas aos vikings; dos moicanos aos tupis, arte sempre foi algo mágico, mais ou menos parecido. Uma imagem é uma imagem, uma estátua é uma estátua, uma pintura é uma pintura, um animal…

Continuar lendo

A chegada dos imigrantes

59Pouca gente sabe, mas quando o ciclo da imigração para São Paulo ganhou volume e rapidez, a cidade tinha menos de 30 mil habitantes. É isso. Por volta de 1870, São Paulo não tinha 30 mil moradores. E no começo do século 20 já beirava os 300 mil. O dado…

Continuar lendo

Ruas e avenidas

São Paulo é um ninho de cobras se espalhando pelo planalto. São milhares de quilômetros de ruas e avenidas correndo em todas as direções, num emaranhado mais ou menos organizado, que segue a reboque da marcha da cidade em vez de pautar seu desenvolvimento. É assim desde o começo. Nenhum…

Continuar lendo

Sonho, esperança e ilusão

Um arco-íris cortará o céu anunciando o fim da pandemia. Ao mesmo tempo, a natureza se cobrirá de verde e flores e frutos se espalharão pela terra, anunciando o fim da carestia. As águas dos rios milagrosamente se despoluirão, o ar voltará a ser transparente e a nuvem negra que…

Continuar lendo

Que fim levou?

Que fim levou o buraco que havia aqui? Se transformou numa enorme cratera que fez o buraco desaparecer. Que fim levou a rua que havia aqui? O buraco que se transformou em cratera comeu. Que fim levou a praça que ficava no final da rua e que nos meses certos…

Continuar lendo

Outro horário e pau na hora normal

A Prefeitura resolveu mudar o horário do rodízio de veículos na cidade de São Paulo. O rodízio segue firme e forte, mas agora ele é noturno. Não sei se a Prefeitura planejou ou se as coisas aconteceram porque tinham que acontecer, à margem de qualquer plano mais sofisticado sobre a…

Continuar lendo

Outono é outono

Com ou sem mudanças climáticas, outono é outono. Pode variar um pouco mais ou um pouco menos, mas o fato absoluto, direto, irrefutável é que os meses de outono têm como grande diferença a cor do céu. O céu do outono é mais azul, mais profundo e isso já é…

Continuar lendo

O Solar da Marquesa

O centro velho de São Paulo tem surpresas fantásticas, maravilhosas, apavorantes. É uma das regiões menos conhecidas dos moradores da cidade e, no entanto, foi lá que durante quase 400 anos a vila colonial viveu encarapitada, espremida em suas ruas estreitas, algumas com nomes que ficaram até hoje, como a…

Continuar lendo

O upgrade do cafezinho

Cafezinho sempre foi cafezinho. Alguns parecem mais uma maldição, outros são bons, e um terceiro é feito com receita estrangeira, com canela, leite e creme, e é uma delícia. Cada um tem o cafezinho que merece. Acho que por isso existe pouca coisa pior do cafezinho de repartição pública. Não…

Continuar lendo