Múmias da Luz

Toda história tem seus mistérios, suas tipicidades que a fazem única e por isso dão um sabor especial a detalhes que lembram muito filme de suspense ou terror. É o caso do Mosteiro da Luz em São Paulo. Parte museu, parte mosteiro, parte igreja consagrada ao santo paulista São Frei…

Continuar lendo

Antes é cedo, depois é tarde

  Chora mais quem pode menos. A regra é antiga como o mundo e quem duvida dela acaba chorando, porque nessa vida não tem perdão, quem não aprende paga pelo erro e paga caro, dependendo da situação. Todos têm sua hora e sua vez, já dizia Augusto Matraga, que encontrou…

Continuar lendo

Compaixão faz bem

Não há motorista que não se irrite com os catadores de lixo. Os riquixás puxados a força humana, numa cidade de topografia cruel como é São Paulo. De repente a avenida para, o trânsito não anda, o sinal verde não favorece em nada, porque ali na frente vai um cidadão…

Continuar lendo

O barulho dos aviões

  Ao longo dos últimos meses, a cidade descobriu uma nova forma de escutar o dia, uma forma mais silenciosa e amigável, como se os ruídos infernais que fazem da vida uma loucura nunca tivessem existido. A primeira redução foi a do trânsito. De repente, as pessoas perceberam que o…

Continuar lendo

A maravilha das azaleias

  Não sei se foi porque os saguis do bairro cresceram e se multiplicaram e agora correm pelos fios mudando de um grupo de árvores para outro… Não sei se foi porque dois gaviões voam quase que diariamente nos finais de tarde, com jeito de quem não quer nada, mas…

Continuar lendo

Nem uma árvore é igual a outra

Nenhuma árvore é igual a outra. Cada uma tem seu jeito, seu tamanho, suas deficiências e pontos fortes. Raízes mais profundas, terra mais fértil, mais água ao longo do ano, são todos fatores que as fazem únicas, da mesma forma que os seres humanos. Eu só não sei se na…

Continuar lendo

Tem mais desempregados que empregados

  A pandemia é cruel, brutal e se reflete, além do número de mortos, no número dramático das pessoas sem emprego. De acordo com o IBGE, atualmente, o Brasil tem oitenta e sete milhões e setecentas mil pessoas em idade de trabalhar sem ocupação, contra oitenta e cinco milhões e…

Continuar lendo

Frutas autoctones

  Muitos anos atrás, escrevi uma crônica contando do pomar de um amigo que plantou uma série de árvores frutíferas, segundo ele, todas brasileiras, mas que, de verdade, eram plantas aclimatadas e tidas por brasileiras, porque se tornaram normais no nosso dia a dia. Em tempos de pandemia é bom…

Continuar lendo

Outro lado da festa

Toda festa tem dois lados. Um bom e outro que pode não ser tão bom. Por exemplo, a ressaca no dia seguinte. Ou uma batida de automóvel. Ou um comando da polícia, parando o bêbado na ponte, pouco antes de chegar em casa. São situações que tiram alguma graça de…

Continuar lendo

Música clássica acalma a alma

O trânsito paulistano é uma escola de malucos e uma fábrica de neuróticos. Todos ficam mais loucos a cada dia que passa. Não há antídoto, nem solução. Do marronzinho que só multa, ao motorista que é multado, passando pelos passageiros em geral, a crise do trânsito ataca todos de forma…

Continuar lendo