De manhã

De manhã, São Paulo, dependendo do pedaço, nem parece São Paulo. Andando a pé pelas ruas da cidade, perto da marginal do Pinheiros, é possível ver coisas que já não deveriam ser rotina, mas que fazem parte do cotidiano da cidade, como os caminhões que ainda entram pela Valentim Gentil….

Continuar lendo

Trens

Quando nós éramos meninos, pegávamos o trem na Estação da Luz e descíamos na estação de Louveira, onde a charrete nos esperava para nos levar para a fazenda. A primeira vez que fui para a Europa, andei de metrô em Paris e Londres, mas não andei de trem. Depois, o…

Continuar lendo

A igreja de Frei Galvão

Um dos conjuntos arquitetônicos mais bonitos e ricos da cidade de São Paulo está no bairro da Luz, na avenida Tiradentes. São vários imóveis, dos dois lados da avenida, com as mais diversas finalidades. Igrejas, museus, jardins, escolas, quartéis, se sucedem numa região hoje deteriorada, mas que, no passado, foi…

Continuar lendo

Pela cidade

Seu João gosta de caminhar pelo bairro. Não se importa com as ladeiras, sobe e desce, Pacaembu a fora, como se estivesse caminhando pelas ruas de Parati. Seu João conheceu Parati quando não tinha Rio/Santos. Quando a viagem era pela serra de Cunha, na poeira ou pela lama, dependendo da…

Continuar lendo

Amigo é matéria rara

Quero um milhão de amigos… cantava a velha música prometendo o paraíso na Terra e a bem-aventurança no peito de todos nós. Mas entre o otimismo da música e a realidade do seu dia a dia, quantos amigos você de fato tem? Não amigos desses que a gente encontra no…

Continuar lendo

O patriarca e o pórtico

Cada cidade tem o monumento que merece. Paris tem o Arco do Triunfo, Berlim tem o Portão de Brandemburgo e São Paulo tem o Pórtico da Praça do Patriarca. O Pórtico paulistano é tão feio e tão fora de escala, que o Patriarca que dá nome à praça, quando viu…

Continuar lendo

A maldade tem cara

A maldade tem cara. Pode ser vista nas ruas da cidade, nas centenas de cães abandonados correndo pelas ruas ou encolhidos num canto de muro, com medo, sem destino, sem entender o que acontece, sem saber do dono que andava ao seu lado. O que leva alguém a maltratar animais…

Continuar lendo

Fome, frio e inflação

O Brasil está numa curva perigosa. A sociedade não pode aceitar o que vai acontecendo. O país desandou. Desandou sanitariamente, nos milhares de intubados nas UTI’s espalhadas pelo nosso imenso território; desandou no desemprego que corre solto; desandou na fome que ameaça milhões de brasileiros; desandou na falta de qualquer…

Continuar lendo

A beleza que destrói

Existe pouca coisa mais bonita do que uma tempestade. Mais bonita e mais apavorante. Quando o mundo cai, no céu fechado que despeja as fúrias do inferno em cima da nossa cabeça, nos pingos grandes iluminados pelos relâmpagos que estouram nos raios, em distâncias cada vez mais perto, a fascinação…

Continuar lendo

Rua Jandaia

Tem pouca gente na cidade de São Paulo que sabe que no centro velho tem uma rua chamada Rua Jandaia, quem sabe numa homenagem aos periquitos desta espécie que deviam ser comuns nela, muito tempo atrás. O curioso é que milhares de pessoas passam de carro em frente da rua…

Continuar lendo