Os resedás floridos

  São Paulo é uma caixa de surpresas inextinguível. Quando menos se espera, o que não era para ser é, e vice-versa. Chega sem aviso, sai de trás de um muro, da porta do taxi, da estação do trem. Faz muitos anos, tinha um cidadão que tinha uma chácara no…

Continuar lendo

Chuva de gente grande

  Pra quem acha que não é assim, as chuvas de verão este ano estão chegando com tudo, entrando de cabeça e fazendo a festa pelas cidades. No começo, a coisa ficou feia em Minas Gerais e no Espírito Santo, depois entrou no Rio de Janeiro e, quando os paulistas…

Continuar lendo

Os jardins da USP

  Os jardins da Cidade Universitária são lindos, gostosos e verdadeiras caixas de surpresa. Quando menos se espera, surge algo inusitado, como gaviões furando os sacos de lixo porque é mais fácil comer neles do que perseguir os bem-te-vis em pleno voo. A criação de capivaras segue de vento em…

Continuar lendo

A Serra florida

  Quem olha o paredão da Serra do Mar entende porque São Paulo nunca precisou murar a vila, nem erguer fortes para proteger o Planalto de Piratininga. Imagine os primeiros navegantes vendo essa massa de terra tapando o interior e impedindo a passagem. Eles eram muito corajosos! A Mata Atlântica…

Continuar lendo

Verão é verão

  Verão é ótimo. Tem férias, praia, montanha, esportes radicais, cerveja gelada, descanso, pra quem quer… muito descanso. Mas o verão tem outro lado menos bonito, mais cruel. É no verão que o céu cai nas nossas cabeças e este verão tem sido particularmente duro na cobrança das contas do…

Continuar lendo

A hora da onça beber água

  Será que todos já pensaram no que quer dizer “a hora da onça beber água?” Todos os animais bebem água. Algumas regiões têm mais água, então é mais fácil beber e ficar em segurança, mas outras, nos meses secos, ficam apenas com algumas poças e a situação se complica,…

Continuar lendo

Limpeza de Pitangueiras

  As praias paulistas, este ano, estão absolutamente lotadas. Sai gente pelo ladrão, pelos emissários, pelas ruas, pelo mar e, mesmo assim, continuam lotadas, praticamente todas elas. O impressionante é que sempre cabe mais um. Em Pitangueiras, no Guarujá, o policiamento tem inibido o uso de equipamentos de som de…

Continuar lendo

O urubu é nosso

  Na década de 1960, os Estados Unidos descobriram que tinham matado quase todos os seus urubus e o resultado foi o surgimento de doenças decorrentes do apodrecimento das carcaças dos animais mortos. Para reequilibrar o ecossistema e acabar com as doenças que se espalhavam pela Califórnia, os norte-americanos resolveram…

Continuar lendo

O ciclo das jacas

  É muito mais fácil saber que o ano está chegando ao fim olhando as datas numa folhinha ou pelo telefone celular. Mas não há como negar, é possível saber a passagem do tempo pelas floradas e pelas frutas que se seguem às floradas. No fim do ano, é fácil…

Continuar lendo

Tem mais resedá no pedaço

Os resedás não são famosos como os ipês ou as azaleias, mas ocupam seu espaço nas calçadas da cidade. A maioria das pessoas não sabe que eles são resedás. Tem gente que acha um monte de coisas. De pau brasil para fora, os resedás se prestam a serem todas as…

Continuar lendo