Os rumos e as referências

A lua é uma referência. Um marco no céu. As nuvens não são. Não se prestam para isso. São rápidas demais, dinâmicas, instáveis e se desfazem com a sem cerimônia de quem não tem nada a perder. A lua é ponteiro de bússola. Norte que segue rumo e trajetória com…

Continuar lendo

O sol continua brilhando

  O dia amanheceu radioso. O sol brilha forte, não tem uma nuvem no céu e o azul do céu de outono se impõe absoluto, dono do quadro, como que numa montagem impressionista para comemorar a natureza em festa e as primeiras paineiras floridas. Leia também: Ah, o sol O sol…

Continuar lendo

Orquídeas e margaridas

Ninguém duvida, as orquídeas têm lugar de destaque no longo rol das flores deslumbrantes. Sejam elas quais forem, as orquídeas se destacam, surgem deslavadamente pretensiosas, convencidas de sua beleza e de sua originalidade. Nada que não seja normal no alto mundo das vaidades. Que o diga quem mexe com moda,…

Continuar lendo

A natureza sacode a casca

  De tempos em tempos o planeta dá uns espirros mais ou menos fortes. Terremotos, tsunamis e vulcões entram em ação e causam danos mais ou menos sérios em regiões mais ou menos habitadas. Nos últimos anos temos vivido a experiência desafiadora das mudanças climáticas, integralmente inseridas nos movimentos do…

Continuar lendo

As chuvas vão voltar

  Não sei quanto tempo o coronavírus vai ficar por aqui, nem qual o grau de destruição que ele traz embutido. Mas tenho certeza de que as chuvas de verão voltarão, com a tranquilidade com que as nuvens se formam no céu e suas águas caem na terra. Nós nos…

Continuar lendo

Um meio ambiente mais puro ressurge

Em meio ao caos, a vida agradece A mudança na rotina da população mundial, forçada pela pandemia do coronavírus a trocarem escritórios e indústrias pelo confinamento em suas casas, tem alterado drasticamente a realidade nas cidades e a do planeta Terra. O trânsito intenso desapareceu, as fábricas desligaram as suas…

Continuar lendo

Gostar de árvores

Eu aprendi a gostar de árvores ainda menino, com meu pai. Nossa casa no Pacaembu, ainda que não sendo grande, tinha no jardim dois ipês, duas palmeiras, duas jabuticabeiras, dois abacateiros e uma ameixeira, fora os hibiscos que escondiam o muro. Mas foi andando com ele pela fazenda que eu…

Continuar lendo

A figueira do Rubaiyat

Se há uma árvore em São Paulo que se destaca com enorme justiça é sem dúvida nenhuma a figueira do Rubaiyat. É uma árvore impressionante, pelo tamanho e pela beleza. Para quem gosta de descobrir árvores na cidade, ela é um prato cheio. Dá para ficar o almoço inteiro olhando…

Continuar lendo

Um dia

  Um dia pode ser que aconteça, mas até lá será cedo e não acontecerá. A vida é assim, as coisas têm uma hora certa. Antes é cedo, depois é tarde. Estar no lugar certo, na hora certa é importante, dá sentido ao que tem que ser, facilita acontecer. Mas…

Continuar lendo

A tranqueira

  Olinda, Santos, Salvador, Recife, Rio de Janeiro, Natal e a Ilha de Santa Catarina têm em comum os fortes erguidos pelos portugueses para garantir sua defesa, numa época em que a posse da terra ainda não era certa e os ataques de índios, navios de outras nações e piratas…

Continuar lendo