A cerejeira da Santa Casa

O Brasil não é pródigo em cerejeiras. A árvore não é nativa, então não tem muitas e as que tem nem sempre estão em locais de grande visibilidade. É o que acontece no jardim da frente da Santa Casa de São Paulo. Na companhia do ipê amarelo centenário, que daqui…

Continuar lendo

O trânsito alucinou

Se a pandemia teve um efeito colateral dramático em São Paulo, com certeza foi a piora do trânsito. Ao longo de 2020, por conta do isolamento social, as ruas ficaram vazias e caíram nas mãos, ou nas rodas, dos motoqueiros e ciclistas entregadores de delivery. Até aí, tudo bem, não…

Continuar lendo

No princípio e depois do princípio

No princípio, São Paulo era campo e colinas. A mata estava longe e as várzeas não serviam para nada, exceto inundarem, todos os verões, ano após ano. Do alto da colina do Pátio do Colégio, do alto da península do Mosteiro de São Bento, dos altos de São Francisco, a…

Continuar lendo

Mais abertura em São Paulo

Gradualmente, a vida vai voltando ao normal no Estado e mais acentuadamente a partir desta primeira quinzena de agosto O Governo do Estado de São Paulo já anunciou que a partir do próximo dia 17 haverá mais flexibilização, mas com algumas regras. Eventos sociais, museus e feiras corporativas poderão ser…

Continuar lendo

A cidade tem vida própria

As cidades são corpos com vida própria. Traçam seu destino na soma de todas as vontades e todos os sonhos de todos os moradores. É um caldo denso e sólido, que alimenta a malha urbana e a faz se expandir ou encolher, conforme o resultado desta soma impossível, mas real,…

Continuar lendo

A cor do céu

A cor do céu na cidade grande tem nuances que o cor do céu não tem no campo ou no mar. Aqui, ao contrário, o céu varia, modificado por intervenções externas, que não têm nada a ver com sua cor. Aliás, dizem que o céu não tem cor, que o…

Continuar lendo

Contrastes

A Avenida Dr. Arnaldo é uma avenida muito curiosa. De um lado fica o cemitério do Araçá e, do outro, a Faculdade de Medicina, é um contraste impressionante e, no mínimo curioso. Em frente ao templo da vida, a escola encarregada de formar os homens que devem prolongar nossos sonhos…

Continuar lendo

Palha no lugar de capim

Pouca coisa é mais triste do que ver os campos secos, o capim transformado em palha, as lavouras atrofiadas. E é isso que nós vemos quando viajamos pelo interior de São Paulo. Fazia tempo que eu não via tudo tão seco como está este ano. O mais complicado é que…

Continuar lendo

Um sobrevivente ícone arquitetônico na av. Paulista

O Palacete Joaquim Franco de Mello deverá ser transformado no Museu da Gastronomia do Estado de São Paulo O governo de São Paulo lançou um chamamento público para estudos de concessão à iniciativa privada do Palacete Joaquim Franco de Mello. A ideia é restaurar o casarão e transformá-lo no Museu…

Continuar lendo

A estupidez é ilimitada

Quando os fanáticos do Taleban destruíram duas estátuas de Buda, esculpidas na rocha, em Baniyan, foram chamados de trogloditas, execrados e condenados de todas as formas porque estavam destruindo obras primas feitas há 1500 anos. Logo após a Renascença, padres da Igreja Católica mandaram cobrir pinturas retratando o corpo humano…

Continuar lendo