Os jardins da USP

  Os jardins da Cidade Universitária são lindos, gostosos e verdadeiras caixas de surpresa. Quando menos se espera, surge algo inusitado, como gaviões furando os sacos de lixo porque é mais fácil comer neles do que perseguir os bem-te-vis em pleno voo. A criação de capivaras segue de vento em…

Continuar lendo

A Serra florida

  Quem olha o paredão da Serra do Mar entende porque São Paulo nunca precisou murar a vila, nem erguer fortes para proteger o Planalto de Piratininga. Imagine os primeiros navegantes vendo essa massa de terra tapando o interior e impedindo a passagem. Eles eram muito corajosos! A Mata Atlântica…

Continuar lendo

Policiamento no Guarujá

  As férias acabaram, o Guarujá já não está cheio, a maioria dos turistas retornou para suas cidades, a praia agora é de quem tem a sorte de poder ficar lá e aproveitar os espaços vazios, o horizonte largo, as ondas quebrando na areia dura de Pitangueiras, a melhor praia…

Continuar lendo

Os caminhões da Prefeitura

  Os caminhões da Prefeitura estão interessados em ajudar a CET a recuperar a imagem abalada pela CET de Uberaba. É nítido o esforço que eles estão fazendo, estacionando nos lugares mais improváveis das ruas, no claro afã de auxiliar a CET, complicando o trânsito em locais onde o trânsito…

Continuar lendo

A fundação de São Paulo

  A história prova que São Paulo não foi fundada no dia 25 de janeiro de 1554. Nessa data aconteceu apenas a missa de inauguração do segundo colégio dos jesuítas no Planalto de Piratininga. A primeira vila no planalto foi a Vila de Piratininga, fundada em janeiro de 1532, quando…

Continuar lendo

Limpeza de Pitangueiras

  As praias paulistas, este ano, estão absolutamente lotadas. Sai gente pelo ladrão, pelos emissários, pelas ruas, pelo mar e, mesmo assim, continuam lotadas, praticamente todas elas. O impressionante é que sempre cabe mais um. Em Pitangueiras, no Guarujá, o policiamento tem inibido o uso de equipamentos de som de…

Continuar lendo

A calma dos dias de verão

  Os dias de verão, na cidade grande, são mais calmos do que os outros dias do ano. A regra, de forma geral, é válida e prevalece, ainda que tendo dias em outras estações que podem ser mais calmos do que os dias de verão. O segredo dos dias de…

Continuar lendo

Sem horário de verão

  Eu nunca me importei com o horário de verão. Me parecia uma invenção interessante porque prolongava o fim de tarde, mas não era tão bom assim para quem acordava cedo. Então, entre secos e molhados, o horário de verão me era indiferente. Reclamava da escuridão às seis horas da…

Continuar lendo

Pequenas batidas

  De repente, o carro da frente breca. Com razão ou sem razão, ele breca, para, ou diminui sensivelmente a velocidade. Você vem atrás, um pouco distraído, e, quando vê, taca o pé no breque, o carro para, mas quando para, para encostando no para-choque do carro da frente. Na…

Continuar lendo

Praça Villaboim

  A primeira praça em que eu brinquei foi na Praça Villaboim, em Higienópolis. É um triângulo pequeno, encravado entre duas ruas, uma, indo e ligando o bairro à cidade, e outra vindo, ligando o bairro ao bairro. No meio da praça tem uma figueira benjamim que impõe respeito. E…

Continuar lendo