Salada russa

Imagine Stan Getz tomando chá com Monteiro Lobato, enquanto do outro lado do terraço, Hans Staden bate um longo papo com Alvarenga, o herói esquecido que por uma fatalidade acabou mais importante que seus companheiros de heroísmo, Martins, Miragaia Dráuzio e Camargo. Os quatro também estão no pedaço, mas nenhum…

Continuar lendo

A beleza no mundo

Viver é correr atrás do tempo. Perseguir sonhos, acreditar neles e transformá-los em realidade. Ou pelo menos tentar. Por isso a vida não são os grandes momentos, mas os pequenos instantes, quando o singelo se faz presente numa gota d’água caindo do teto de um túnel. No automóvel que respeita…

Continuar lendo

O nosso querido Parque Ibirapuera

Em um ranking de 77 parques, ele é o melhor da cidade Entre 77 parques avaliados, o Parque Ibirapuera foi considerado o melhor da cidade de São Paulo. O estudo feito pela Fundação Aron Birmann, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, analisou quesitos como infraestrutura básica, manutenção e…

Continuar lendo

Um José qualquer

José poderia ser Pedro, Paulo, Luiz, Antonio, Simão. Poderia ser apenas José, não faz diferença, porque José é mais um morador da cidade de São Paulo. Mais um sádico/masoquista inveterado, apaixonado pela metrópole e que odeia muito do que tem por aqui. Tanto faz, José vive, respira, acorda e adormece…

Continuar lendo

Cinza paulistano

Tem uma cor de dia que pode ser definida como cinza paulistano. É um tom de cinza único, só encontrável no céu desta cidade e que não se confunde com nenhum outro, por mais cinza e triste que o cinza seja. O cinza paulistano vai além de ser simplesmente cinza….

Continuar lendo

O galo no meio da rua

São Paulo é uma cidade inusitada, onde o imprevisível acontece todos os dias e o inacreditável faz parte da vida, sem alterar o ritmo, sem quebrar o balanço, de forma quase natural, dentro da falta de lógica do mundo. Há muitos anos, quando eu morava no Alto de Pinheiros, um…

Continuar lendo

A vida acontece

A vida acontece em vários mundos e em diferentes dimensões. Há o mundo daquele que manda assassinar o genro. E há o mundo daquele que aceita assassinar o genro. Há o mundo do que transforma o assassinato do genro em negócio. E há, também, o que mata o próprio filho…

Continuar lendo

Caiu muita água

  Dia 10 de fevereiro de 2020, sete horas da manhã. Choveu a noite toda. Por isso liguei o Waze para saber o melhor caminho para o escritório. De acordo com o aplicativo, estava tranquilo, em 15 minutos estaria lá. Tudo bem. Tomei café, saí para a garagem, dei bom…

Continuar lendo

É feio respeitar a lei

  É trafegar pelas ruas de qualquer cidade do Brasil para ver que o esgarçamento da malha moral da nação é muito mais profundo e danoso do que se pensava até há poucos anos. A falta de respeito à lei é a regra, a norma que pauta a forma como…

Continuar lendo

A Praça Panamericana está mudando

  Um dos mais antigos endereços da Praça Panamericana está dando lugar a outro empreendimento. Quer dizer, aquele velho e conhecido nome, que durante quase cinquenta anos brilhou na esquina da praça, está saindo para dar lugar a outro nome que pretende tocar a vida no pedaço. Nada de novo…

Continuar lendo