Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Verde que eu te quero verde

A primavera chegou. É verdade que o clima parece que ainda não sabe disso, mas no calendário a primavera chegou.

E chegou no verde novo e intenso que recobre a cidade, ou as partes arborizadas de São Paulo.

São Paulo tem regiões imensas praticamente sem arborização. Muitas vezes o máximo é um buquê de flores de plástico em cima da geladeira. Outras, menos que isso, um capinzinho nascido sem querer numa fresta de calçada mal cuidada.

Mas essa massa cinza não é homogênea. Outras regiões são mais floridas, têm um verde mais denso. É o caso da USP, do Ibirapuera, do Parque Trianon.

É o caso dos Jardins, do Pacaembu, de parte do Butantã, da Vila Mariana, Saúde, Liberdade, Paraíso, Brooklin etc..

Em todos esses bairros o verde e o cinza dividem os espaços, numa briga que, quando o verde ganha, valoriza o pedaço e se torna uma ameaça a ele mesmo, pela verticalização da cidade, chegando correndo nos prédios de apartamentos substituindo as antigas casas.

O verde em São Paulo está constantemente ameaçado. Ameaçado pela especulação, pela demagogia, pela política corrupta que loteia os espaços urbanos dentro e fora da lei.

Mas agora é começo de primavera. Onde tem verde, o verde está mais forte, mais denso, mais vivo, seguindo a sequência natural da mudança das estações e da necessidade dos vegetais também tocarem em frente, preservando a espécie e garantindo presença no dia seguinte.

Se o clima ainda não tem certeza, a natureza sabe: a primavera chegou. Viva o verde nosso de cada dia, amém!

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.