Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Internet, a ferramenta que falha

A internet se transformou numa ferramenta indispensável para o século 21. Praticamente todo mundo se vale dela, seja para uma coisa, seja para outra, no trabalho, no lazer, nas compras e nas vendas.

Ela se entranhou de tal forma em nossas vidas que não tem mais como se pensar em viver sem suas facilidades e principalmente sua velocidade estonteante.

O vício é tão forte que quando entramos numa internet de banda estreita, ficamos bravos com a lentidão do computador, que na banda larga nada de braçada, varando distâncias cósmicas como se fosse um cometa atravessando o céu, levando mensagens em código para o chefe dos anjos.

Quando eu me lembro como as coisas eram na época em que comecei a trabalhar e comparo com as facilidades atuais, fico impressionado e me pergunto como dava para se fazer tudo que fazíamos, antes dos computadores serem como são.

Computador no começo dos anos 70 era um mastodonte que ocupava um andar inteiro e mal tinha a capacidade de uma calculadora moderna. E a internet era menos que sonho. Ninguém pensava em nada parecido.

Mas um belo dia ela chegou e mudou profundamente a cara do mundo e o jeito das pessoas. A internet é a facilidade da vida atrás de uma tela de computador. É tudo que alguém pode querer e até um pouco mais.

É por isso que quando ela falha – e ela falha – ficamos feito loucos…..

É como se a vida perdesse o sentido, como se o norte perdesse o rumo e o dia se transformasse numa nuvem cinza que nos isola dos outros e faz a comunicação entre as pessoas algo impossível.

___
Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.