Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Nas curvas da rodovia Anchieta

E os encantos que nos levam à Serra do Mar

Considerada uma obra prima da engenharia na época da sua construção, a Via Anchieta, atual rodovia Anchieta, foi inaugurada em 1947, somando cinco túneis e 58 viadutos que ligavam São Paulo a Santos. Inicialmente, ela era composta somente pela pista Norte, a pista Sul seria entregue pouco tempo depois, em 1953. A Via Anchieta também foi uma das primeiras rodovias a serem construídas no Brasil com padrões técnicos modernos e demandou muita mão de obra, uma verdadeira indústria para a sua construção.

Antes da sua inauguração, o caminho para o mar era feito principalmente pela rodovia Santos-Jundiaí, da SPR São Paulo Railway, e pela Estrada Velha de Santos, que carrega consigo muitas histórias. Construída em 1917 em plena Mata Atlântica, por lá é possível conhecer um conjunto de oito monumentos construídos em 1922, em comemoração ao centenário da Independência do Brasil, e uma de suas construções mais históricas, a Vista do Rancho da Maioridade, entre tantos outros atrativos.

Na época da construção da Anchieta, o Brasil caminhava para o impulso da indústria automotiva, marco de Juscelino Kubitschek, cujo um dos alicerces de seu governo era a fabricação local de veículos, prometendo o progresso do país com seu plano de ação: “Cinquenta anos em cinco”. A indústria automotiva começou a se desenvolver no país e, junto a ela, estradas eram necessárias e a Anchieta foi um grande marco.

Desde a sua inauguração, ela encanta pelas belezas naturais ao seu redor e pela sua arquitetura. Muitos nem imaginam que milhares de homens trabalharam nessa complexa obra que reúne túneis e viadutos, muitos arriscaram suas vidas, mas em comum, todos eles deixaram um grande legado, uma obra que ficou para a história do país.

Você acha a Anchieta uma obra-prima? Compartilhe:

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.