Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Casas em destaque

Elas estão sendo mais valorizadas por quem pretende comprar ou alugar um imóvel

Em grande parte das cidades, as casas deram lugar aos prédios residenciais e bairros foram transformados com uma sequência de torres, a exemplo de Barra Funda, Jardins, entre tantos outros aqui em São Paulo. Até por uma questão de segurança, muitas pessoas optaram por esse tipo de moradia e para outros, quanto menor o apartamento é melhor, tanto que vimos uma série de lançamentos com um espaço inferior a 40 metros quadrados. Agora com a pandemia, um novo cenário se mostra no mercado imobiliário.

E é exatamente isso o que mostra uma pesquisa do Grupo ZAP. Com a participação de mais de 3.469 entrevistados e intitulada de “A Influência do Coronavírus no Mercado Imobiliário”, entre os participantes que desejam comprar um imóvel, 44% disseram que vão preferir comprar uma casa ao invés de apartamento após a pandemia. Entre os que pretendem alugar, 32% deram também preferência a uma casa.

A pesquisa também mostrou o que os entrevistados passaram a julgar como importantes ou muito importantes para a compra de um imóvel: 65% afirmaram ter vista/visão desimpedida, ter varanda (64%) e estar localizado em uma vizinhança com mais comércios e serviços (63%), esse último, é mais valorizado por quem deseja alugar.

Com a pandemia e as pessoas mais tempo em suas casas, elas passaram também a valorizar mais imóveis maiores, com mais dormitórios, mais banheiros e em um condomínio com área de lazer. Isso significa que poderemos ter uma mudança considerável no mercado imobiliário, com novas preferências de consumidores que mudaram seus hábitos.

Você prefere casa ou apartamento? Compartilhe:

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.