Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

O sonho de voar

São 70 clubes de paraquedismo cadastrados, o principal deles está localizado em Boituva (SP)

No Brasil, o paraquedismo começou oficialmente em 1931 e hoje é o Dia do Paraquedista, em homenagem ao engenheiro André Jacques Garnerin. Em 1797, ele saltou de um equipamento parecido com um guarda-chuva, tornando-se o primeiro ser humano a pular de paraquedas. O seu equipamento foi baseado em um modelo aerodinâmico de Da Vinci. De lá para cá, houve muita evolução em termos de equipamentos e segurança.

O Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) está localizado em São Paulo. Tudo começou em 1971, quando o advogado Newton Raul Faria de Almeida, morador de Boituva (SP), decidiu realizar em sua chácara uma apresentação de paraquedismo para angariar fundos para a Corporação Musical Sagrado Coração de Jesus. A ideia foi tão bem sucedida, que ele pensou em montar um centro nacional reservado para o paraquedismo.

Anos depois, seria fundada a escola de paraquedismo e o Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), localizado em Boituva (SP) se tornou referência nacional e internacional ao sediar o Campeonato Mundial de Paraquedismo. Curiosamente, antes de abrigar o CNP, o local foi um campo de pouso usado para o transporte de engenheiros que trabalhavam na construção do trecho de Boituva da Rodovia Castello Branco.

Em todo o país, segundo a Confederação Brasileira de Paraquedismo (CBPq), são 70 clubes cadastrados que oferecem cursos de paraquedismo e infraestrutura para quem pretende se tornar um atleta regular ou simplesmente para fazer do paraquedismo um hobby. Também pelos dados da CBPq, são mais de 4.200 atletas registrados. E somente neste ano, a Brigada de Infantaria Paraquedista formou 747 militares do Exército Brasileiro e dois militares da Força Aérea Brasileira.

Você teria coragem de saltar de paraquedas? Compartilhe:

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.