Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Arte e reflexão no Ibirapuera

Parque abriga mostra de arte que faz pensar no futuro da cidade

Com o tema Lugar Comum, travessias e coletividades na cidade, os visitantes do Parque Ibirapuera poderão conferir até o dia 6 de dezembro a 10ª Mostra 3M de Arte. Neste ano, pela primeira vez em sua história, o parque receberá dez instalações pela extensão da área verde e ao ar livre. Para acolher o público, as obras foram adaptadas, seguindo todos os protocolos de segurança a fim de evitar qualquer contágio. Um dos atrativos é a participação dos próprios visitantes em uma experiência imersiva.

A escolha pelo Ibirapuera para sediar a mostra não foi aleatória, o parque combina projeto urbano com acesso à arte e à natureza, e a proposta da mostra é justamente explorar a relação de cada indivíduo como participante ativo e receptivo no meio urbano e, principalmente, como agente transformador do espaço público. Tanto que as pessoas poderão deixar mensagens do que desejam para uma cidade do futuro.

Para isso, haverá um painel de LCD com as mensagens deixadas e ruídos com estética futurista. Os interessados em participar podem gravar áudios que serão enviados a um receptor. Por meio de um sistema operacional, as vozes aleatoriamente serão inseridas, dando a ideia de uma viagem no tempo.

Ao todo, o evento recebeu 338 propostas de instalações e dez projetos foram selecionados. Os de Maré de Matos (SP), Narciso Rosário (PI), Coletivo Foi à Feira (SP e ES) e a dupla Gabriel Scapinelli e Otávio Monteiro (SP), e dos artistas convidados: são Camila Sposati (SP), Cinthia Marcelle (MG), Diran Castro (SP), Lenora de Barros (SP), Luiza Crosman (RJ) e Rafael RG (SP). O público poderá interagir com as obras além de tirar fotos.

O que você achou da iniciativa? Compartilhe:

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.