Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

A funcionalidade dos grupos no WhatsApp

Pessoas de um mesmo bairro se reúnem, ofertando produtos e serviços

No mundo, mais de dois bilhões de pessoas usam o WhatsApp, número que no Brasil já supera a marca de 120 milhões de usuários. Com a pandemia, ele se transformou na principal ferramenta não somente de comunicação entre as pessoas, como também para fazer negócios. Pessoas físicas e jurídicas passaram a oferecer produtos e serviços por ele, e o que se vê é cada vez mais grupos que se formam para essa finalidade, principalmente, envolvendo que mora no mesmo bairro.

Se tudo tem o lado bom, um deles com a pandemia foi que as pessoas usaram toda a criatividade para se relacionarem. Uma dessas iniciativas foi a criação de grupos de pessoas de um mesmo bairro no WhatsApp, alguns deles têm centenas de participantes. A iniciativa tem como objetivo fomentar os negócios de quem empreende, seja na área de serviço ou na de comércio. Pelos grupos é possível encontrar coisas que nem imaginávamos que tinham no bairro.

Serviços como de tapeceiro, costureira, limpeza de sofá, borracharia, entre tantos outros, junto aos mais diversos comércios e novos empreendedores que, com a pandemia, investiram no próprio negócio. Bolos, doces, salgados e lanches variados fazem parte desse novo cardápio, bem como a oferta de refeições caseiras. O que vale é a divulgação e cada um fazer a sua melhor propaganda.

E o mais interessante é que, por esses grupos, os moradores de um mesmo bairro passaram não apenas a ajudar os negócios locais a se manterem ativos, como também serve para se conhecerem e até compartilharem problemas em comum, como a falta de luz ou água, segurança nas ruas, calçadas esburacada, buscando uma solução e melhorias para todos.

O seu bairro tem grupo no WhatsApp? Compartilhe:

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.