Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Pandemia afeta a felicidade

Brasil perde posições no ranking global e o mundo inteiro foi impactado, como mostra o Relatório Mundial da Felicidade

Em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), anualmente, a empresa de pesquisas Gallup, o Banco Mundial e a Organização Mundial da Saúde (OMS) realizam o Relatório Mundial da Felicidade. Na edição deste ano, o Brasil perdeu nove posições em relação a 2020, passando a ocupar o 41º lugar. A Finlândia é o país que lidera o ranking e a China, devido a forma como conseguiu controlar o avanço da doença, saltou do 94º lugar para a 19ª posição. Ao todo, 149 nações foram avaliadas.

O primeiro Relatório Mundial da Felicidade foi produzido em abril de 2012, para apoiar as decisões na Assembleia Geral das Nações Unidas no encontro “Felicidade e bem-estar: definindo um novo paradigma econômico”. Desde a primeira edição, o objetivo é entender mais a fundo sobre o bem-estar e usar os dados para acompanhar a satisfação e qualidade de vida das pessoas ao redor do mundo.

Para isso, o relatório leva em conta diversos aspectos, como a relação PIB per capita, a expectativa de vida no nascimento, a existência de uma rede social de apoio diante de adversidades, a confiança no governo e nas organizações, a liberdade para fazer escolhas, a generosidade e a avaliação subjetiva da própria felicidade.

Não foi só no Brasil, a infelicidade aumentou no mundo todo, tendo havido maior insegurança econômica, ansiedade, perturbação de todos os aspectos da vida e, para muitas pessoas, estresse e desafios para a saúde física e mental. Segundo o relatório, o pior efeito da pandemia foram 2 milhões de mortes por Covid-19 em 2020.

Esse número representa um aumento de quase 4% no número anual de mortes em todo o mundo e gera uma grave perda de bem-estar social. Embora no Brasil o resultado tenha relação com a pandemia, ela somente agravou o cenário, uma vez que o país já esteve em 16º lugar no ranking global da felicidade.

O que falta para o Brasil subir no ranking? Compartilhe:

___
Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.