De quem é o texto?

O texto é do autor até o momento em que é publicado. Aí deixa de ser. Ele passa a ser de todos que o lerem, todos que se interessarem ou discutirem o tema e suas premissas. O autor escreve o texto, pensa o tema, aprofunda, se informa, analisa, estuda a…

Continuar lendo

Não existe mulher feia

Nenhuma forma, entre a infinita variedade de formas criadas pela natureza, é mais bela do que as formas da mulher. Suas curvas se estendem harmoniosas e suaves, seus contornos são mágicos e prometem a possibilidade dos horizontes, suas sombras falam de vales encantados e de desvãos onde os segredos se…

Continuar lendo

Poética

Teus olhos são negros como as noites sem luar, São ardentes, são profundos como o negrume do mar. De repente, não mais do que de repente, No meio do caminho, tinha uma pedra. Vou me embora pra Passárgada, Lá sou amigo do rei, Terei na cama que eu quero a…

Continuar lendo

Sudoeste no Guarujá

O dia amanhece sonso, cinza claro, com cara de quem não sabe para onde vai. Mas é só pra enganar. Desde antes da manhã o dia sabe o que vai acontecer e se prepara com todo o cuidado, pensando cada detalhe, na onda que começa a subir, na cor do…

Continuar lendo

Eu te amo como você é

Você não é linda, não brilha nas capas, nem nas páginas centrais das revistas de mulher nua, não dá entrevistas retumbantes, nem desfila como madrinha de bateria nas escolas de samba do Rio de Janeiro. Você não explode nas passarelas da moda, nem tem mais idade para começar uma carreira…

Continuar lendo

As tempestades sempre passam

As tempestades, vêm, caem, destroem, e passam. Sempre passam. Umas demoras mais, outras são quase tão rápidas quanto a queda de um raio, mas, passam. Passam como o vento passa, como as marés se repetem, sempre outras em seu movimento de subir e descer. Passam como o ciclo das mulheres,…

Continuar lendo

Parque Augusta

Patinou, patinou, mas, depois de décadas de indefinições, politicagem, mobilização popular, sensibilidade política, bom senso e anos de negociações, aconteceu. O Parque Augusta ocupou o enorme terreno na esquina das ruas Augusta e Caio Prado. O antigo colégio das freiras francesas, o antigo internato para onde eram mandadas as filhas…

Continuar lendo

Teus olhos

Teus olhos têm um brilho especial que os faz mais especiais ainda. Neles leio tua alma e interpreto teu humor como uma cigana adivinha nas cartas a sorte das pessoas. Teus olhos são meu tarô. Por eles fico sabendo do futuro e do passado e se foi bom ou se…

Continuar lendo

Os Jacarandás Mimosos

Não tem dúvida, os ipês são lindos. Todos os ipês são lindos, se bem que os brancos sejam mais lindos que os outros. Também não tem dúvida, as quaresmeiras são lindas e são uma festa quando se enchem de flores no fim do verão de São Paulo. E as espatódias…

Continuar lendo

A garça solitária

São Paulo é a cidade do imprevisto, do inusitado. Aqui as coisas acontecem sem pedir licença, causando o máximo de espanto no mínimo de tempo. Tudo é possível. Até o impossível. Assim, não poderia ser diferente com o céu da cidade. Nele também teria que acontecer o improvável, se não…

Continuar lendo