A florada dos hibiscos

Quando eu era mais moço, a cidade de São Paulo tinha uma quantidade enorme de hibiscos plantados ao longo dos muros das casas, nas praças e nos cemitérios. Com o passar dos anos, os hibiscos foram saindo de moda, substituídos por outras plantas diferentes, que hoje se espalham pela cidade,…

Continuar lendo

Os sinos de Sion

A igreja de Santa Terezinha não é uma igreja simpática. Encravada no meio da encosta, na rua Maranhão, ela vê a vida passar na sua frente com ar ausente, de profundo tédio, o tédio que a faz trancar suas portas, nas horas mais inconvenientes do dia, como se as dores…

Continuar lendo

As surpreendentes mudanças de temperatura

Neste inverno, São Paulo teve a menor desses registrada nos últimos cinco anos e depois chegou a quase 32 graus Na semana passada, a cidade de São Paulo atingiu altas temperaturas de verão, chegando à casa dos 30 graus. Andando pelas ruas dava para sentir o cheiro nada agradável exalado…

Continuar lendo

Personagens das crônicas

A cidade de São Paulo é o personagem mais importante das Crônicas da Cidade. É ela quem dá o tom, alegre ou triste, com que narro os fatos que vejo – ou imagino, o que, às vezes, pode ser muito mais belo. São Paulo é um universo que pulsa através…

Continuar lendo

Os sabiás de madrugada

Tem quem goste, tem quem não goste. E tem quem queira matar os sabiás desembestados cantando de madrugada. A vida é assim, nem todo mundo gosta do que o próximo gosta. E a riqueza da vida é exatamente esta, como perguntava o antigo comercial: o que seria do verde se…

Continuar lendo

Incêndios criminosos

Não bastam os incêndios naturais, o Brasil ainda é palco de incêndios criminosos. Todos os anos, nos meses secos, incêndios decorrentes de um raio ou de uma faísca queimam pastos, campos e florestas. Sempre foi assim e continuará a ser, pelos próximos anos e os outros que virão depois. A…

Continuar lendo

Os personagens esquecidos

Quem já ouviu falar de Pedro de Rates Hanequim? Com certeza pouca gente, muito pouca gente, quem sabe a mesma que conhece a figura de Maria da Grã, que também respondia por Terebé, e era irmã de Bartira, e se casou com um jesuíta, antepassado do poeta Paulo Bomfim, com…

Continuar lendo

A vitória da ilusão

Ser são-paulino, nos dias de hoje, é aceitar a vitória da ilusão sobre a esperança. Esse time não tem jeito, tanto faz o que façam, não tem jeito. A defesa falha, o ataque falha e o meio de campo joga que nem caranguejo, andando para o lado ou para trás….

Continuar lendo

Amor não tem explicação

Por que as pessoas se apaixonam e amam? É uma resposta difícil e cada um vai dar um argumento, todos válidos, porque cada um tem uma razão para achar sobre um tema que não tem explicação. Por mais que os analistas e terapeutas digam que sabem, por mais que o…

Continuar lendo

Os Ipês Brancos

Os ipês brancos são os mais delicados, os mais sensíveis e os mais breves na longa série de floradas dos ipês de todos os tipos. Os ipês roxos são resistentes, longevos, a florada se estende por semanas, enfeitando as ruas e praças da cidade, plantados nos locais mais inusitados, como…

Continuar lendo