Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Doe sangue

 

É verdade, a bola da vez é o coronavírus e o estrago que vai fazendo no país. Não tem jeito, ele ainda fica durante um bom tempo. E nas próximas semanas cresce ainda mais, levando o Brasil a uma situação desconhecida e apavorante. Nunca, nos últimos setenta anos, vivemos alguma coisa parecida. E tem gente que brinca com isso!

Não é por aí. Temos que tomar cuidado, ficar em casa, quando sair, usar máscaras. Temos que lavar as mãos regularmente, mas lavar pra valer, não é só jogar um pouco de água e dizer que está tudo bem. Não está. E se não tiver água, é álcool gel à vontade.

Leia também: Doação de sangue

Mas milhões de pessoas não tem água tratada e muito menos álcool gel. São eles que neste momento são as grandes vítimas da pandemia. Eles e os que acreditaram no presidente e foram para as ruas, para os pancadões e para os bares sem qualquer cuidado, porque era só uma gripinha.

O coronavírus está tendo seu ano de glória. Não tem H1N1 para ele, nem sarampo, nem dengue. Quer dizer, quase…

Não é bem assim. O coronavírus está aí, mas as outras epidemias e doenças que cobram seu preço também estão, firmes e fortes, dando seu recado com cara de quem não tem nada com isso.

E a violência continua sólida nas rotinas nacionais. Os homicídios e acidentes de todos os tipos seguem matando mais de cem mil pessoas por ano. Para eles, não tem coronavírus. Ou tem: é mais um aliado.

De outro lado, os bancos de sangue estão vazios, praticamente desabastecidos, sem sangue, sem plasma, sem os derivados essenciais para enfrentar as doenças, os acidentes e salvar vidas.

Leia também: Doar sangue não dói e faz bem

Doar sangue não tem risco. Você não pega Covid19. Ajude milhares de pessoas que necessitam sangue. Faça sua boa ação. O banco de sangue da Santa Casa fica na Rua Marques de Itu, 579. É chegar e doar!

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.