Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Pandemia contra-ataca

 

Depois de uma queda importante no número de infectados, a pandemia do coronavírus decidiu que é hora de mostrar que está viva e forte, correndo solta pelo Brasil Os números em queda constante dos internados na Santa Casa me deu a impressão de que realmente estávamos num momento de reversão do ritmo da doença e que os casos de covid19 finalmente estavam dando ré, como acontece na maioria das pandemias.

Leia também: Cadê a pandemia?

O problema é que não tinha razão para esse otimismo e, conversando com altas autoridade da saúde, descobri que, se o número de casos nas classes C, D e E estão diminuindo, nas classes A e B os casos estão aumentando.

O que faz todo sentido, na medida que as pessoas decidiram que é hora de ir aos restaurantes, cinemas, teatros, etc.

O que está acontecendo – e é bom – é a redução do número de mortes em decorrência do coronavírus. E aí vai um enorme elogio às equipes de saúde envolvidas com o combate à covid19.

Do início da pandemia para cá, os profissionais de saúde aprenderam como a doença se comporta e os protocolos foram sendo adaptados e ganhando eficiência, melhorando as condições de tratamento e reduzindo o número de mortes.

Mas nós não temos vacina e, de acordo com as últimas informações, ainda faltam alguns milhares de voluntários para completar a fase de testes. Então, sonhar que em dezembro a vacina está ok é acreditar que o coelhinho da Páscoa abriu uma fábrica de brinquedos para abastecer o trenó do Papai Noel. Não é por aí.

Leia também: O que podia acontecer, aconteceu

Só que cada vez mais gente não aguenta continuar em isolamento social e, por isso, cada vez mais as pessoas estão saindo, no Brasil e no mundo. O resultado está aí: na Europa e nos Estados Unidos a segunda onda chegou e entrou de sola, enquanto aqui a primeira nem sequer foi embora.

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.