Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Meus netos e os bombeiros

 

Não conheço ninguém que na infância não tenha sido fã dos bombeiros. Salvar vidas, combater o fogo, colocar-se em risco para salvar a vida dos outros tornam os bombeiros heróis, os defensores do bem e do certo, cavaleiros andantes das lutas justas por um mundo melhor e mais solidário.

A recompensa do bombeiro não é dinheiro. Eles não são tão bem pagos. O que os motiva é a dedicação, a crença no que fazem e a vontade de fazer bem feito. Num mundo cada vez mais monetizado e desigual, os bombeiros fazem a diferença. São a prova de que os valores mais belos e desinteressados têm vez e que a honestidade justifica a luta, a entrega e o perigo que ronda sua profissão.

Leia também: Hoje é o dia do bombeiro

São soldados do bem, vão aonde os outros não vão, auxiliando, combatendo, dando o melhor de si pelo bem comum, pela segurança da população.

Durante alguns anos, por causa da Crônica da Cidade, me aproximei dos bombeiros e fiquei mais impressionado ainda com o que eu vi de perto. Eles são melhores do que parecem.

O que eu não sabia é que os bombeiros deixam suas bases abertas, recebem a população, interagem com as pessoas, brincam com as crianças e mostram o que eles fazem, como fazem e o equipamento que usam.

Meus netos, como bons meninos, são fascinados pelos bombeiros, com seus carros vermelhos, a sirene ligada, a roupa especial.

Leia também: A banalidade da violência

Minha filha descobriu que os bombeiros recebem a população em suas bases e não teve dúvida: foi até uma base da Corporação levar seus filhos conhecerem os bombeiros.

As fotos falam por si. A felicidade dos meninos só e comparável à boa vontade dos bombeiros. Parabéns e obrigado, bombeiros de São Paulo! Vocês fazem a diferença e nos permitem acreditar num mundo melhor.

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.