Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

O descobrimento do Brasil

 

O Brasil foi oficialmente descoberto por Pedro Álvares Cabral, no dia 22 de abril de 1500. Segundo versão mais antiga, o descobrimento se deu por acaso, depois da frota se desviar para oeste, no Atlântico Sul, em sua jornada para a Índia, por causa de uma tempestade.

A frota de Cabral era a maior frota a cruzar o Atlântico até aquela data. Composta por 13 embarcações, a maioria naus e algumas caravelas, ela tinha como objetivo alcançar a Índia, dando prosseguimento à viagem feita por Vasco da Gama, alguns anos antes. Mas havia mais nas ordens do almirante português. E este mais era exatamente abrir a volta da África e navegar para oeste, onde os portugueses sabiam que existia terra, até porque já haviam estado nela, em viagens de exploração anteriores.

Leia também: O casamento da Companhia de Jesus

Hoje parece indiscutível que os portugueses tinham conhecimento da América e que deixaram a informação vazar para Colombo e assim distrair a atenção dos espanhóis, porque estavam a um passo de alcançar a Índia.

Na época, o mundo desconhecido estava dividido entre Espanha e Portugal pelo Tratado de Tordesilhas. Mas isto não significava que outras potências, como a França, não estivessem interessadas nas terras que os portugueses, a partir de 1420, foram tirando das ondas.

Com a chegada dos espanhóis na América, era indispensável para os portugueses fazer valer seu direito à sua parte da nova terra. Cabral navegou com padrões de pedra com as armas de Portugal para tomar posse do Brasil.

Leia também: A construtora de igrejas

A chegada da frota na Bahia foi o primeiro movimento de sua viagem para a Índia, de onde retornou para Portugal com uma rica carga de especiarias.

O Brasil foi descoberto, degredados foram deixados para aprenderem com os índios e a vida seguiu em frente, nos primeiros anos, com poucas novidades, mas sempre com os portugueses garantindo seus direitos.

 

___
Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.