Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Bairros em transformação

O que era antes, hoje já não é mais, e as pessoas valorizam outras formas de morarem

São Paulo cresceu de tal forma que bairros que antes pareciam distantes ficaram próximos, casarões deram lugar a pequenos condomínios, bairros caracterizados por casas foram ocupados por edifícios comerciais e moradias que eram tipificadas como populares passaram a ser desejadas por pessoas com um maior poder aquisitivo. A cidade está em constante movimento, assim como nós moradores também buscamos formas de viver melhor e, principalmente, com segurança.

Andando pelos bairros da cidade é fácil observar quantas mudanças ocorreram nas últimas décadas. Exemplo disso são as casas de vila, quando elas foram construídas o objetivo era abrigar famílias de classe operária ou que tinham uma renda mais baixa. Hoje, essas casas, muitas delas bem charmosas, são o principal objetivo para quem busca as imobiliárias com a finalidade de comprar ou alugar. Em muitos casos, os seus moradores se uniram e fecharam essas vilas com portões automáticos para garantirem mais segurança.

Também em busca de mais segurança, foram surgindo na cidade pequenos condomínios de casas residenciais em bairros que antes eram ocupados por casas que tinham um terreno considerável. Outra mudança foi e continua sendo, a construção de prédios com apartamentos cada vez menores, que atraem principalmente pessoas que moram sozinhas. Outra tendência é o compartilhamento, com diferentes pessoas convivendo no mesmo teto.

E andando pelos bairros da cidade, notamos que muitos deles mudaram de padrão. Curiosamente, você já reparou que a primeira mudança é das padarias? Antes mais populares, elas vão ficando mais sofisticadas, não somente na sua ambientação, mas na oferta de produtos e o pão passa a ser apenas um dos itens delas. Como a cidade está em constante movimento, nós veremos mais mudanças acontecendo e bairros se transformando.

O seu bairro mudou? Compartilhe:

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.