Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Por um Brasil sem fome

Campanhas mobilizam a sociedade e o setor privado para ajudar quem mais precisa. São 123 milhões de pessoas em situação vulnerável

No último quadrimestre de 2020, o Brasil chegou ao triste patamar de seis em cada dez famílias em situação de insegurança alimentar. Mais uma vez, a solidariedade se faz presente e diversas ações têm sido realizadas para ajudar quem mais precisa. Uma delas é a Brasil Sem Fome, uma campanha da ONG Ação da Cidadania que reúne uma grande rede de comitês e voluntários, envolvendo a sociedade civil e o setor privado.

A Ação Cidadania foi fundada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, para ajudar os 32 milhões de brasileiros que, na época, estavam abaixo da linha da pobreza. De lá para cá, a ONG realizou diversas campanhas, as mais recentes são a Brasil Sem Fome, Ação Contra o Corona e Natal Sem Fome, juntas, em 2020, elas arrecadaram R$ 50 milhões, 10 mil toneladas de alimentos, beneficiando quatro milhões de pessoas.

O volume é grande, mas muito mais há de ser feito. Pelo estudo “Efeitos da pandemia na alimentação e na situação da segurança alimentar no Brasil”, coordenado pelo Grupo de Pesquisa Alimento para Justiça da Universidade Livre de Berlim, na Alemanha, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais e com a Universidade de Brasília, no último quadrimestre de 2020, mais de 125,6 milhões de pessoas se alimentavam inadequadamente ou tinham incertezas quando ao acesso à alimentação no futuro.

Além da campanha Brasil Sem Fome, outro movimento é o Panela Cheia, uma parceria da Central Única das Favelas com a Frente Nacional Antirracista, a rede Gerando Falcões e o União SP, chancelado pela UNESCO. Inclusive, a Gerando Falcões tem a sua própria campanha, a “Corona no Paredão, Fome Não”, que conta com parcerias de grandes empresas, como o Google, e um aplicativo e website para captar recursos.

A Ação Cidadania também dispõe de sua própria plataforma online para recebimento de doações para o Brasil Sem Fome e em outros ambientes digitais, como na Doare e Benfeitoria, e em aplicativos de serviços de entrega, entre eles o iFood. Não importa o valor, qualquer ajuda é bem-vinda.

Você participou de alguma campanha? Compartilhe:

___
Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.