Um crime bárbaro

  É estarrecedor você ficar sabendo que uma jovem foi morta numa trilha entre as praias de Maresias e Paúba, no litoral norte de São Paulo. Praia, mar, litoral são sinônimos de paz, tranquilidade, ondas quebrando na areia e a possibilidade da felicidade surgir sem aviso, trazida numa nuvem passando…

Continuar lendo

Paulo Bomfim um ano depois

  Faz um ano que o Poeta Paulo Bomfim entrou na eternidade. Faz um ano que ele trocou o caminho do Tribunal de Justiça pelo caminho do Peabiru e foi se juntar aos seus antepassados que não voltaram do Sertão. Leia também: A família segue em frente Faz um ano que…

Continuar lendo

O coronavírus mata, mesmo

  Uma coisa é ouvir falar, outra é sentir na pele ou muito próximo. Todo mundo sabe que bala de revólver mata, mas só entendemos o que isso quer dizer quando alguém que conhecemos é vítima de um assalto e é baleado. A mesma regra se aplica às doenças. Uma…

Continuar lendo

Tia Maria do Carmo

  Tia Maria do Carmo morreu. Depois de uma longa vida, bem vivida, boa e generosa, aos cento e um anos de idade, tia Maria do Carmo morreu. Minha primeira lembrança dela me remete à fazenda de Itupeva. O Sergio, o Julinho e eu, de noite, na beira do açude,…

Continuar lendo

E as pessoas somem

É incrível, mas todos os dias pessoas desaparecem sem deixar rastro. Saem de casa e não voltam. Em algum lugar no meio do caminho acontece alguma coisa que ninguém sabe o que é, e a pessoa desaparece, engolida pela cidade grande. Numa época em que as câmeras são as donas…

Continuar lendo

A Olímpia mudou de endereço

  A Olímpia mudou de endereço. Depois de uma vida inteira em Louveira, ela decidiu subir para o céu para cozinhar para os anjos. É uma perda imensa para quem gostava dela e não vai mais ter a figura doce, com o sorriso bom por perto nas horas fáceis e…

Continuar lendo

3 de abril

  Dia três de abril fez quatorze anos que meu pai morreu e cinco anos que minha mãe morreu. Pode parecer estranho, mas os dois faleceram na mesma data, com nove anos de diferença. Meu pai faleceu em 3 de abril de 2006 e minha mãe, no dia 3 de…

Continuar lendo

A família segue em frente

  Meu primo Erasmo me contou que meu tio Marcelo Mendonça faleceu recentemente, aos noventa e cinco anos de idade, em Porto Alegre. Era o último de sua geração, a geração de meu pai e seus primos, nascidos na primeira metade do século passado. Meu pai era dos mais velhos…

Continuar lendo

O óleo da nossa desesperança

  De onde vem o óleo que tomou de assalto as praias do nordeste? Se ele é venezuelano ou não, não tem muita importância. Com certeza a Venezuela não abriu seus poços para atingir o litoral nordestino, até porque não teria como fazer o óleo seguir a curva do litoral…

Continuar lendo

Mingo Fernandes

  Meu amigo de infância, Mingo Fernandes, morreu. Nada que não vá acontecer com todos nós, mas, agora, me parece quase uma traição. Meus amigos não nasceram para morrer. Eles deveriam ser proibidos de fazer isso, mas como eu não mando na vida e quem está lá em cima é…

Continuar lendo