Indústria Rural

Muitos anos atrás, um sobrinho urbano foi conhecer uma fazenda de gado em Uberaba e, ao ver os animais no mangueirão, perguntou se era uma fábrica de bois. Naquela época, as fazendas ainda tinham cara de fazenda, a marcha da vida era em outro compasso, as coisas ainda aconteciam pautadas…

Continuar lendo

Velhos de cara nova

Os carros velhos mudaram de car. Estão mais sofisticados, mais cuidados, mais bem tratados e andam mais, correm, param, parecem carros novos. Os carros velhos de alguns anos atrás eram carroças pré-Collor, enferrujadas, com ronco feio, parecendo tosse de cavalo, pinos batendo, porta-malas fechado com corda e por aí a…

Continuar lendo

De bicicleta pela cidade

São Saulo, nos fins de semana, se torna a pista ideal para andar de bicicleta. Muito embora suas ruas não tenham sido projetadas para isto, já que a bicicleta, apesar de antiga na história do homem, só entrou na moda por aqui há poucos anos, os carros que circulam permitem…

Continuar lendo

O Butantã em 1913

Meu amigo Cajé me enviou um mapa do Butantã feito em 1913, quando a região era praticamente deserta e por isso o governo do Estado comprou uma grande fazenda para instalar o Instituto de Pesquisas, que fazia vacinas para combater as epidemias que sistematicamente varriam São Paulo, além de desenvolver…

Continuar lendo

Maio de 1968

Em maio de 1968 eu tinha quinze anos de idade. É impressionante como aos 15 anos nos consideramos crescidos e capazes de afrontar todos os perigos do mundo. Aliás, é impressionante como ao longo de boa parte da vida nos consideramos aptos a enfrentar todos os desafios, para pouco tempo…

Continuar lendo

Pina 2022

Fazia tempo que não ia à Pinacoteca do Estado. No domingo de Páscoa fui. A Pinacoteca me hipnotiza desde sempre. Começando pelo prédio, que para mim é dos mais bonitos, se não o mais bonito, da cidade. A região da Pinacoteca é especial. Além dela, temos o Museu de Arte…

Continuar lendo

Perpétuo Socorro

A igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é dessas igrejas que a gente conhece desde que nasceu e por isso entrar nela é como entrar na casa de um parente querido, o qual, pelas voltas da vida, se fica um tempo sem ver. Igreja típica de bairro de classe…

Continuar lendo

A igreja de Nossa Senhora do Paraíso

A igreja de Nossa Senhora do Paraíso fica no começo da avenida Paulista, meio escondida pelas edificações em volta e pela própria localização, ao lado de uma escola, pouco antes da bifurcação que leva ao shopping Paulista, na altura da confluência da rua que traz o trânsito do Paraíso para…

Continuar lendo

Através do cemitério

São Paulo já foi bem diferente do que é hoje. Teve tempo, há menos de 60 anos, que andar pela cidade era seguro e tranquilo, durante o dia e de noite. Eu sei por que fui dos que aproveitaram essa época, de dia e de noite. Em alguns anos do…

Continuar lendo

O quase adeus às gravatas

Durante décadas eu usei diariamente uma coleira chamada gravata. Nunca achei graça no enfeite, mas, como tinha que usar, escolhia gravatas bonitas e de boa qualidade, o que faz que eu tenha até hoje gravatas, com mais de dez anos, com cara de novas. Eu me orgulho, dentro da minha…

Continuar lendo