Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Saudades sem nostalgia

 

Eu tenho saudades, mas não tenho nostalgia do passado. Não quero voltar no tempo e reviver o que eu vivi antes. A vida segue em frente. Quem fica parado é poste e quem anda de lado é caranguejo.

O relógio não para. Desde o momento em que nascemos, os ponteiros seguem no ritmo do universo, ou no ritmo do coração, na toada da vida que escorre no tempo em que tem para ser vivida.

Muita água passou debaixo da ponte, mas cada gota teve sua história e seguiu adiante. Nenhuma subiu a correnteza e voltou em busca da nascente de onde saiu.

O rio é largo, depois estreita, depois alarga de novo, e corre entre pedras, e corre em fundo de areia, e corre por gargantas apertadas e por largas planícies.

Não há dois pontos iguais, não há dois instantes semelhantes. Cada momento é único e exclusivo. Não se repete, por mais parecidas que duas situações possam ser.

O simples fato de serem duas faz com que não sejam a mesma. Não aconteceram no mesmo momento. Uma foi antes, outra foi depois; uma foi com você, outra não foi.

O passado faz parte da vida, mas é passado. Já aconteceu e não vai voltar. Guardar sua lembrança é bom e faz bem, mexe com a alma, lava o peito, bate mais forte o coração.

Desperta a ternura que emociona e comove, na lembrança da lua cheia brilhando em cima de um lago ou abrindo uma estrada no mar.

Tanta história, tanta aventura, tanto final feliz e tanto final não tão feliz. Viver é isso. Viver não é fácil. A vida é a vida e pega da forma como pega, tanto faz se nós gostamos ou não. Viver é a soma de tudo: do passado, do presente e da possibilidade escondida no futuro. Por isso eu toco em frente.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.