Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Bom é comer pitanga no pé

 

Tem quem diga que bom, mas bom mesmo, é chupar laranja lima. Tem quem prefira abacate com açúcar e limão e os que gostam de morango com creme de leite.

Tem quem prefira mamão papaia e quem prefira mamão tradicional, do vermelho, bom pra fazer cara de fantasma, iluminado com uma vela dentro.

Leia também: A pitangueira chegou antes da hora

Tem os que viajam atrás de caqui e os que não gostam de caqui. Tem quem goste de carambola com vodca e quem goste só de carambola, ou só de vodca. Tem quem bebe caju com pinga, de preferência feito no Gero, tem quem não goste.

Da mesma forma que tem quem coma macarrão a bolonhesa e quem prefira com molho branco.
E, no amplo reino das pizzas, tem pra todo gosto, da tradicional muçarela até pizza malucas, como goiabada com queijo.

Cada um é cada um e gosta do que gosta porque gosta do que gosta. Os ingleses bebem cerveja quente, o brasileiro prefere bem gelada. Quem é melhor? Ninguém. Cada um sabe do que gosta e faz como quer.

Tem quem beba leite desnatado, tem quem prefira tipo A. Tem quem compre longa vida e tem quem compre o normal.

Conheço gente que não gosta de coco, conheço gente que viaja atrás de moqueca com bastante dendê. E tem os que preferem acarajé.

O mundo é um vasto supermercado, com prateleiras para todos os gostos, até aqueles que te assustam, como alguns pratos tradicionais chineses. Que o digam o Roberto, o Dr. Geraldo ou o Maurício Dias.

Leia também: Frutas

Tanto faz. Jabuticaba é uma delícia, mexerica também, pra não falar numa bela goiaba colhida na hora. É tudo muito bom e eu respeito quem gosta. Mas bom, bom de fazer dar risada é comer pitanga no pé.

Siga nosso podcast para receber minhas crônicas diariamente. Disponível nas principais plataformas: SpotifyGoogle Podcast e outras.

Crônicas da Cidade vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Eldorado às 5h55, 9h30 e 20h.

Antonio Penteado Mendonça

Advogado, formado pela Faculdade de Direito Largo São Francisco, com pós-graduação na Alemanha e na Fundação Getulio Vargas (FGV). É provedor (presidente) da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ex-presidente e atual 1º secretário da Academia Paulista de Letras, professor da FIA-FEA e do GV-PEC, palestrante, assessor e consultor em seguros.