Inteligente é ficar em casa

  Em época de pandemia, com presidente messiânico e com tudo para dar errado se seguirmos seu rumo, o inteligente é ficar em casa. Quanto mais recolhimento, melhor. Quanto mais isolamento, melhor. Quanto mais aguentar o tranco, melhor. Não tem o que fazer. Sair de casa não vai aquecer a…

Continuar lendo

Certos dias cinzas

Tem certos dias que são diferentes. Não que existam dois dias iguais, mas alguns são mais diferentes do que os outros. Não quer dizer que sejam piores, nem melhores. Simplesmente, por uma razão ou outra, são diferentes, na própria essência, no âmago. E a diferença pode ser física, pode ser…

Continuar lendo

O silêncio

  É impressionante como o isolamento da população, aceito e seguido pela população, mudou a cidade. Em todos os sentidos: no ar, na cor, no cheiro, no trânsito, mas, acima de tudo, no barulho, ou melhor, no silêncio. Me lembrei de uma experiência que fiz na casa de uma amiga…

Continuar lendo

O sol continua brilhando

  O dia amanheceu radioso. O sol brilha forte, não tem uma nuvem no céu e o azul do céu de outono se impõe absoluto, dono do quadro, como que numa montagem impressionista para comemorar a natureza em festa e as primeiras paineiras floridas. Leia também: Ah, o sol O sol…

Continuar lendo

São Paulo não tem mais garoa

Já teve um tempo que São Paulo era conhecida como terra da garoa. Invariavelmente a chuvinha fina, fria e chata tomava conta do cenário deixando cinza e triste a paisagem urbana. Para se proteger dela, as pessoas usavam galochas, cachecóis e guarda-chuvas. E mesmo assim morriam de pneumonia, vítimas da…

Continuar lendo

Viver é muito complicado

  Quem disser que viver é fácil ainda não cresceu ou cresceu e não entendeu nada. Nem mesmo para os que não cresceram a vida é fácil. Ao contrário, a maioria das crianças do mundo vive ne pobreza, sem comida, saúde, educação e segurança. Mas tão grave quanto não ter…

Continuar lendo

Solidariedade e compaixão

Séculos atrás o poeta britânico John Done escreveu: “Nenhum homem é uma ilha isolada… por isso não pergunte por quem os sinos dobram, eles dobram por ti.” Cada vez que uma tragédia se abate sobre um ser humano é como se se abatesse sobre cada um de nós. Todos somos…

Continuar lendo

Gente do bem

Tem gente do bem, gente que não é do bem e gente do mal. A diferença é importante. Ser do bem é óbvio. Já não ser do bem não significa necessariamente ser do mal. Ser do mal é agir deliberadamente com intenção de causar dor, sofrimento e outros sentimentos ou…

Continuar lendo

O silêncio que grita

O silêncio da cidade é cheio de sons. Contradição? Não há silêncio com som? Não é bem assim. O silêncio da cidade tem um ruído constante que não para durante as 24 horas do dia. Experimente gravar. Você ficará surpreso. O silêncio urbano, na metrópole alucinada, tem um gemido infernal,…

Continuar lendo

A cidade quase parando

As espatódias não têm muita noção e por isso se lançam de ponta cabeça nas empreitadas mais malucas. Para elas, ter ou não ter regras é praticamente indiferente, então se dão ao luxo de fazer coisas que outras árvores mais bem centradas pensariam duas vezes antes de fazer, até para…

Continuar lendo