Olha o trem

Locomotiva Maria Fumaça é o retrato da nostalgia. Da saudade que a maioria nunca sentiu, mas que bate constante dentro do peito. Quando eu era jovem, íamos para a fazenda em Louveira de trem. Podia ser o Pullman ou a Litorina. Embarcávamos na estação da Luz e pouco mais de…

Continuar lendo

Pau que nasce torto endireita

  Diz a sabedoria popular que pau que nasce torto, morre torto. A regra é essa e quem duvidar costuma se dar mal. Milagre existe, mas é difícil. Deus tem mais coisa que fazer do que incentivar imagem de santo a chorar. Então, se se sabe que o risco de…

Continuar lendo

É feio respeitar a lei

  É trafegar pelas ruas de qualquer cidade do Brasil para ver que o esgarçamento da malha moral da nação é muito mais profundo e danoso do que se pensava até há poucos anos. A falta de respeito à lei é a regra, a norma que pauta a forma como…

Continuar lendo

A CET de Uberaba

  Eu tenho uma notícia que tem dois lados explosivos, um menos ruim e outro muito ruim. O lado menos ruim é que a CET de Uberaba consegue ser pior do que a CET de São Paulo. Pasme, mas é isso mesmo! A CET de Uberaba conseguiu a façanha de…

Continuar lendo

Pequenas batidas

  De repente, o carro da frente breca. Com razão ou sem razão, ele breca, para, ou diminui sensivelmente a velocidade. Você vem atrás, um pouco distraído, e, quando vê, taca o pé no breque, o carro para, mas quando para, para encostando no para-choque do carro da frente. Na…

Continuar lendo

Uma entrevista surrealista

  Faz algum tempo, li uma entrevista de alguém do alto escalão da CET falando sobre os semáforos de São Paulo. Confesso que no começo achei que era uma entrevista sobre o sistema de semáforos de Berlim, mas as coisas estavam tão bem postas e tão perfeitas que fiquei em…

Continuar lendo

Paralelepípedos

  Paris tem paralelepípedos. Roma, Londres e Hamburgo também. Quer dizer, as ruas serem calçadas com pedras ou asfaltadas não faz muita diferença, o que faz diferença é a manutenção que é dada. São Paulo abriu mão dos paralelepípedos faz tempo. A maioria de nossas ruas é asfaltada. Os paralelepípedos…

Continuar lendo

Termômetro de precisão

  A sociedade brasileira está adrenalinada, com a sensibilidade a flor da pele, e as certezas sobre as outras certezas tirando faísca de pedra na beira da estrada. É impressionante como perdemos a amabilidade e as boas maneiras. Agora é no coice, ou no berro, e tem gente que quer…

Continuar lendo

Por que só no Butantã?

É ótimo ver que São Paulo gosta de praticar esportes e que agora temos corridas e provas de todos os tipos quase todos os fins de semana. Onde a coisa pega é que, por alguma razão que eu ainda não entendi, a maioria dessas provas acontece, passa ou interfere na…

Continuar lendo

Os carros e os caminhos

  Na década de 1990, o então Presidente Collor declarou que o Brasil não tinha carros, tinha carroças e que era hora de mudar aquele quadro. Sua primeira ação foi liberar a importação de veículos russos, marca Lada, que faziam nossas carroças parecerem carruagens. Dos primeiros Ladas aos dias de…

Continuar lendo