Os caminhões da Prefeitura

  Os caminhões da Prefeitura estão interessados em ajudar a CET a recuperar a imagem abalada pela CET de Uberaba. É nítido o esforço que eles estão fazendo, estacionando nos lugares mais improváveis das ruas, no claro afã de auxiliar a CET, complicando o trânsito em locais onde o trânsito…

Continuar lendo

La cacerole, muito tempo

O Largo do Arouche é um lugar fantástico e poderia ser um dos mais bonitos da cidade. Comparável aos mais bonitos de Paris, Londres, Madri ou Lisboa, só não seria comparável a Roma porque não é antigo o suficiente para isso. Mas o Largo do Arouche não é o que…

Continuar lendo

Quase uma década fechado

Símbolo da independência do país deixa milhares de órfãos Inaugurado em 1892, o Museu do Ipiranga tem um rico acervo que conta não apenas a história da Independência do Brasil, mas retrata o século 17 até meados do século 20, em seus mais de 450 mil objetos. Enquanto o mundo…

Continuar lendo

O que fazer com o matagal?

Praças com aspecto de abandono não são raras em São Paulo Quem frequenta as praças da cidade ou mora próximo de uma delas, sabe o quanto a grama alta e a falta de manutenção incomodam. Não só pela sujeira que fica, mas pela proliferação de mosquitos, o que é um…

Continuar lendo

É preciso cuidado com a cidade

Ninguém discute, uma cidade como São Paulo é uma máquina de criar ruínas, de comer o vizinho, de entrar por buracos inimagináveis e subir morros impossíveis. Em que lugar do mundo se tem uma ladeira feito a Ministro Rocha Azevedo? Pois é, São Paulo tem ela e tem outras, algumas…

Continuar lendo

São Paulo perde cada vez mais árvores

Por que isso tem acontecido? Neste ano, o verão em São Paulo foi bastante atípico. Fortes tempestades marcaram a estação mais quente do ano e a cidade registrou um elevado número de queda de árvores, parte delas ainda pode ser vista em várias ruas. Essa triste realidade vem se agravando…

Continuar lendo

Loteria a céu aberto

As placas com os nomes das ruas de São Paulo são uma loteria tão complicada quanto a Mega-sena de fim de ano. A falta de critério é tão impressionante que pode-se dizer que o critério para a grafia dos nomes nas placas é a aleatoriedade. João Manuel Castanheira vira João…

Continuar lendo

As árvores caem

Entre janeiro e meio de março caíram perto de duas mil e quinhentas árvores na cidade de São Paulo. A média é de 37 árvores por dia, número apavorante, se pensarmos que muitas são árvores grandes, algumas mais do que centenárias, capazes de causar estragos de monta se caírem em…

Continuar lendo

O viaduto voltou

É raro, mas é sempre bom escrever elogiando a administração pública. Hoje a Crônica presta uma homenagem à Prefeitura de São Paulo. O viaduto da Marginal Pinheiros foi reaberto no fim de semana de 16 de março. Se eu fosse megalomaníaco, diria que foi para homenagear minha irmã que nasceu…

Continuar lendo

Um matagal chamado Casa do Bandeirante

A Casa do Bandeirante é uma construção colonial paulista, encravada na Praça Monteiro Lobato, num canto da City Butantã. Deveria ser um museu com acervo do período bandeirista, acervo este que durante anos ficou lá, meio que sem ninguém para cuidar, e que, de repente, duas administrações atrás, sumiu, com…

Continuar lendo