Os pássaros nas madrugadas do verão

Nas madrugadas da primavera é comum se acordar de madrugada e ficar escutando, desde ainda escuro, os pássaros piando, cantando, chamando as fêmeas. No verão isso não é possível. Os pássaros nessa época do ano simplesmente não cantam tão cedo. Pode ser que o calor os faça ficarem com sono…

Continuar lendo

O castigo do carrasco

Certa manhã de primavera, com o sol iluminando as encostas do Monte Olimpo, Ganimedes foi acordado pelo som da campainha da porta da morada dos deuses. Quem poderia ser? Àquela hora, e no Olimpo! O imortal se levantou e, nu, exibindo o corpo perfeito, foi ver quem era. Ao abrir…

Continuar lendo

Os ipês, as pitangueiras e as amoreiras

Setembro é um mês único na vida da cidade de São Paulo. É o mês em que as pitangueiras dão frutos e que as amoreiras ficam carregadas de frutinhas roxas, atraindo os passarinhos que fazem a festa em seus galhos. Cada árvore cumpre seu ciclo ensimesmada, pensando na própria vida…

Continuar lendo

Os sabiás e a primavera

Fora ainda está escuro. Uma levíssima claridade, formada mais pela iluminação da rua do que pela aurora que ainda não nasceu, delimita o quadro da janela do quarto, onde, eu, madrugando sem querer, penso na vida, na solidão da madrugada. De repente, ele começa. Ainda está escuro, mas ele começa….

Continuar lendo