A inversão do vice-versa

Imagine o Canadá com temperatura batendo nos 47 graus centígrados. Coisa de pesadelo, de mudança do eixo da terra, de ficção científica ou alguma arma de raios desenvolvida por um ditador com ambições de dominar o mundo. Agora imagine Cuiabá com 10 graus centígrados. Pois é… coisa de ficção científica,…

Continuar lendo

O tempo e a gripe

O tempo em São Paulo é tão incerto quanto as grandes paixões de carnaval. Pode durar um dia, uma hora, ou simplesmente levar os meteorologistas à loucura, mudando em 15 minutos só para implicar. Ninguém sabe para que lado vai ou de que lado vem. É para acontecer de um…

Continuar lendo

Beleza? O frio não tem beleza

  Poucas imagens são mais tocantes do que a montanha nevada no fundo da paisagem, com um lago e um chalé branquinho na margem. Ou os flocos de neve caindo numa noite depois do natal e as pessoas patinando no lago congelado. A menina fazendo piruetas, a mãe de mãos…

Continuar lendo

Certos dias cinzas

Tem certos dias que são diferentes. Não que existam dois dias iguais, mas alguns são mais diferentes do que os outros. Não quer dizer que sejam piores, nem melhores. Simplesmente, por uma razão ou outra, são diferentes, na própria essência, no âmago. E a diferença pode ser física, pode ser…

Continuar lendo

São Paulo não tem mais garoa

Já teve um tempo que São Paulo era conhecida como terra da garoa. Invariavelmente a chuvinha fina, fria e chata tomava conta do cenário deixando cinza e triste a paisagem urbana. Para se proteger dela, as pessoas usavam galochas, cachecóis e guarda-chuvas. E mesmo assim morriam de pneumonia, vítimas da…

Continuar lendo