A hora e a vez do Brooklin

  Um amigo que mora lá me contou que chegou a hora e a vez do Brooklin. Que o bairro caiu no gosto dos ladrões e que, nos últimos tempos, acontecem assaltos de todos os tipos, todas as horas, todos os dias. Os moradores que não se preocupavam em fechar…

Continuar lendo

O óleo da nossa desesperança

  De onde vem o óleo que tomou de assalto as praias do nordeste? Se ele é venezuelano ou não, não tem muita importância. Com certeza a Venezuela não abriu seus poços para atingir o litoral nordestino, até porque não teria como fazer o óleo seguir a curva do litoral…

Continuar lendo

A vida humana não vale mais nada

  O Brasil conseguiu reduzir em 22% o número de homicídios. O dado é do Ministro da Justiça, portanto, merece credibilidade. É um número para ser comemorado. Mas é um número que as notícias apagam, diante dos fatos publicados dando conta de toda sorte de barbaridades. Crianças assassinando outras crianças….

Continuar lendo

Abacate e jabuticaba

  Abacate é abacate e jabuticaba é jabuticaba. O duro é explicar isso para quem nunca viu abacate, nem jabuticaba. Abacate é grande, normalmente verde, com a carne densa e um enorme caroço no meio. Jabuticaba é pequena, normalmente preta ou marrom escura, com polpa quase líquida e caroços insignificantes….

Continuar lendo

Os semáforos continuam abrindo ao contrário

  Não sei por que eu me espanto ou me irrito. Os semáforos continuam abrindo ao contrário porque não aconteceu nada para eles abrirem em outra ordem. Nenhum anjo desceu do céu com sua espada de fogo, nenhuma entidade da mata saiu das florestas da serra para encantar os computadores…

Continuar lendo

É preciso reencontrar o bom senso

  O mudo vai de ponta cabeça. E o Brasil vai junto. Fazia tempo que a polarização não alcançava um nível tão alto como agora. Quem sabe na Guerra Civil Espanhola a coisa estivesse tão quente, mas mesmo lá, não sei se a falta de bom senso era tão perniciosa…

Continuar lendo

Termômetro de precisão

  A sociedade brasileira está adrenalinada, com a sensibilidade a flor da pele, e as certezas sobre as outras certezas tirando faísca de pedra na beira da estrada. É impressionante como perdemos a amabilidade e as boas maneiras. Agora é no coice, ou no berro, e tem gente que quer…

Continuar lendo

O Detran não é tudo isso

  Diz a lenda que o Detran sofreu uma profunda reestruturação e, por isso, se transformou num órgão tão eficiente quanto os Poupatempo’s. Segundo um amigo que precisou ir até lá, é só lenda. O Detran é uma vergonha, onde os funcionários não fazem a menor questão de atender bem…

Continuar lendo

Solução para os buracos

  A cidade está esburacada. Algumas ruas parecem pistas de teste para tanques de guerra e tratores de esteira. Poucas estradas de terra, destas que cortam as fazendas do interior paulista, estão tão maltratadas quanto algumas de nossas principais avenidas. Nada de novo debaixo do sol. Na época em que…

Continuar lendo

Um quadro triste

  Quem conhece e convive com ela, acha a Clotilde muito simpática. Entre as grandes qualidades da cachorrinha está ela ser minha companheira de caminhadas pela Cidade Universitária. A Clotilde adora passear lá e fica me esperando com cara de quem sabe onde está o tesouro do pirata até sairmos…

Continuar lendo